O encontro de Felipão e Mano

Confronto de hoje ainda coloca frente a frente técnicos que estão na história do time gaúcho

iG Minas Gerais |

Mano tentou, mas não conseguiu chegar à Copa à frente do Brasil
[CREDITO]RODRIGO GAZZANEL/ESTADÃO CONTEÚDO - 30.5.2014
Mano tentou, mas não conseguiu chegar à Copa à frente do Brasil

SÃO PAULO. Mano Menezes foi perguntado sobre Luiz Felipe Scolari na noite da última quinta-feira. Respondeu sobre o Grêmio. Ele não gostaria que a partida virasse um duelo entre os técnicos. Mas já virou. Grêmio e Corinthians jogam em Porto Alegre hoje, às 16h. É um confronto entre os dois últimos treinadores da seleção.

Mano não conseguiu ficar no cargo até a Copa do Mundo. Em 2012, foi trocado por Felipão, que acabou eliminado do Mundial na goleada por 7 a 1 contra a Alemanha. “Jogar contra o Grêmio, para mim, nunca vai ser normal. Faz parte da minha história. Existe um respeito e uma consideração mútua”, discursou o treinador corintiano.

O Grêmio colocou Mano no cenário brasileiro com o título da Série B em 2005. Ele também foi vice da Libertadores pelo clube em 2007. O último treinador a conquistar o título sul-americano pela equipe gaúcha foi Felipão, em 1996. Após o fracasso na Copa, Scolari voltou ao time que considera sua segunda casa.

Em entrevista à “Folha de S.Paulo”, em maio deste ano, Mano disse não crer nos rumores de que, enquanto ainda era técnico da seleção, Felipão já havia acertado para substituí-lo. Fez questão de ressaltar que seria capaz de ganhar o Mundial se tivesse permanecido no cargo. Uma forma de dizer ser tão capaz quanto o adversário de hoje.

“Não fico planejando essas coisas. Temos boas horas até o jogo. Meu respeito por todos os técnicos, meus colegas de profissão, é o mesmo. Se as coisas acontecerem com normalidade até lá, vamos nos cumprimentar sim”, completou, sobre o reencontro com o colega gaúcho.

Scolari não falou sobre o assunto. Ele tem se irritado com as insistentes perguntas sobre os sete gols sofridos pelo Brasil na semifinal da Copa do Mundo. Humilhação da qual Mano Menezes se livrou. Se vencer no sul, o Corinthians pode diminuir para dois pontos a distância para o líder Cruzeiro. Isso dependendo do resultado dos mineiros contra o Goiás, também hoje.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave