Franquias e propaganda na TV

iG Minas Gerais |

Para ser um franqueado Orthocrin é preciso ter um capital de R$ 140 mil. “São R$ 30 mil que cobramos para a abertura da franquia, R$ 30 mil de capital de giro e o restante de custos para a abertura da loja”, detalha Ana Paula Borlido, diretora industrial. Os royalties devidos são de 5% sobre o faturamento mensal.

As franquias Orthocrin já estão em três Estados brasileiros: Minas Gerais, Bahia e Espírito Santo. Apesar de pretender praticamente dobrar o número de franquias, a diretora industrial explica que o projeto vinha sendo estudado havia oito anos e será levado adiante com cautela. “Não queremos que as lojas sejam abertas sem planejamento, para daqui a um ano já estarem fechando. É preciso estudar bem o ponto e o perfil do novo empreendedor”, diz.

E para comemorar os 50 anos da empresa, a Orthocrin lançou neste ano, na Feira de Móveis de Minas Gerais, em Ubá, um colchão especial, de malha belga e molas ensacadas, em homenagem a Manoel Nogueira, pai de Ana Paula e fundador da empresa.

Também fez parte das comemorações de 50 anos a campanha publicitária com o ator Thiago Lacerda, que representa valores como beleza, profissionalismo e laços familiares.

“A escolha teve como influência o poder de decisão da mulher na hora de escolher um colchão, além de rejuvenescer a marca”, destaca Alexandre Prates, diretor comercial da Orthocrin. (JH)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave