Palmeiras vence após 10 rodadas e deixa zona da degola

Juninho foi o responsável por acabar com o longo jejum do Verdão, que segue ameaçado pelo fantasma do rebaixamento

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Foram dez jogos sem vitória no Campeonato Brasileiro, nos quais o técnico Ricardo Gareca tentou de tudo: mudou esquema, peças, contratou, mas nada dava certo. O que ninguém esperava é que o herói da retomada do caminho dos triunfos do Palmeiras viesse a ser um jogador que estava esquecido no grupo. Encostado, sem fazer parte dos planos da equipe, Juninho apareceu como surpresa para o duelo deste sábado à noite diante do Coritiba e marcou o único gol da vitória por 1 a 0, no Pacaembu, pela 17.ª rodada.

O resultado deu uma sobrevida ao técnico Ricardo Gareca, que chegou a dizer que a partida deste sábado era seu "limite" e em caso de derrota poderia até pedir demissão. Além disso, completou a festa da torcida, que começou na Praça da Sé, em São Paulo durante a tarde, com a celebração do centenário do clube. Na terça-feira, o Palmeiras completa 100 anos.

Mas mais do que tudo isso, o triunfo tirou o clube paulista da zona de rebaixamento, agora com 17 pontos na 15.ª colocação. Na quarta-feira, o duelo será diante do Atlético-MG, novamente no Pacaembu, pelas oitavas de final da Copa do Brasil. Já o Coritiba se afundou na tabela, com 15 pontos, em 18.º. Também pela Copa do Brasil, a equipe recebe o Flamengo na quarta.

O JOGO - O Coritiba partiu para cima e chegou logo aos 16 segundos em bom lance de Zé Eduardo. O volume assustou o Palmeiras, que aos poucos passou a tocar a bola e comandar as ações. Aos sete, a equipe teve sua primeira chegada. Mouche ganhou no corpo de Welinton e cruzou na cabeça de Henrique, que cabeceou mal. No minuto seguinte, o ataque trocou passe com qualidade, até encontrar Allione, que encheu o pé e exigiu defesa de Vanderlei.

O Palmeiras já era dono da partida e encurralava o Coritiba no campo de defesa quando chegou ao primeiro gol, após linda jogada de Marcelo Oliveira. Aos 13 minutos, o volante recebeu no meio, passou por quatro marcadores e tocou para Juninho. De primeira, o lateral tocou cruzado, sem chance para Vanderlei.

O gol não mudou o panorama da partida e o Palmeiras seguiu em cima. Aos 27, lance muito confuso na área do Coritiba. Após cobrança de falta, Leandro Almeida puxou Lúcio. O árbitro Marcos André Gomes Da Penha demorou muito, mas marcou o pênalti. Alertado pelo auxiliar, no entanto, voltou atrás e assinalou impedimento do zagueiro palmeirense, que de fato estava adiantado.

O Coritiba não conseguia sequer passar do meio de campo e o Palmeiras parecia estar a um passe bem dado de marcar o segundo. Sem conseguir conter o adversário, o time paranaense começou a apelar para a violência, e antes do fim do primeiro tempo o zagueiro Leandro Almeida foi expulso por carrinho duríssimo em Mouche.

O segundo tempo começou da mesma forma e o Palmeiras quase ampliou com Tobio aos três minutos. Mas o Coritiba precisava da vitória e, mesmo com um homem a menos, reagiu. A equipe paranaense seguia mostrando toda sua fragilidade técnica a cada passe errado, mas na base do esforço passou a incomodar.

Em uma das poucas idas ao ataque no segundo tempo, o Palmeiras quase ampliou. Leandro deu bom passe para Juninho, que rolou para Henrique, livre, perder grande chance. Foi o último lance do lateral, que não atuava há muito tempo e deixou o campo sentindo cãibras, aplaudido pela torcida.

O Coritiba já parecia aceitar o resultado, sem forças para reagir, quando quase chegou ao empate. Após cruzamento da esquerda, Tobio afastou mal e entregou no pé de Elber, que dominou e bateu cruzado, mas para fora. Foi o último susto da torcida, que esoeriou o apito final para soltar o grito preso há tanto tempo.

FICHA TÉCNICA:

PALMEIRAS 1 X 0 CORITIBA

PALMEIRAS - Fábio; Wendel (Gabriel Dias), Lúcio, Tobio e Juninho (Victor Luís); Marcelo Oliveira, Wesley e Allione; Leandro, Mouche (Mendieta) e Henrique. Técnico: Ricardo Gareca.

CORITIBA - Vanderlei; Reginaldo, Leandro Almeida, Welinton e Dener Assunção; Baraka, Hélder, Zé Rafael (Geraldo) (Elber) e Robinho; Zé Eduardo e Keirrison (Luccas Claro). Técnico: Celso Roth.

GOLS - Juninho, aos 13 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Marcos André Gomes Da Penha (ES).

CARTÃO AMARELO - Marcelo Oliveira, Leandro, Tobio, Wendel, Gabriel Dias, Henrique (Palmeiras); Baraka, Welinton, Robinho, Zé Eduardo (Coritiba).

CARTÇAI VERMELHO - Leandro Almeida (Coritiba).

RENDA - R$ 715.310,00.

PÚBLICO - 18.461 pagantes (20.522 presentes).

LOCAL - Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP).

Leia tudo sobre: PALMEIRASCAMPEONATO BRASILEIROCORITIBA