OMS lança estratégia para combater o vírus ebola

Chaib afirmou ainda que não se sabe quanto tempo a epidemia vai durar

iG Minas Gerais |

Aeroportos pelo mundo reforçaram as medidas de segurança
Sunday Alamba
Aeroportos pelo mundo reforçaram as medidas de segurança

Genebra, Suíça. A Organização Mundial da Saúde (OMS) lançou ontem uma estratégia de luta contra o surto de ebola na África Ocidental para os próximos seis a nove meses. Mais de 1.300 pessoas morreram neste ano no pior surto desde que o vírus da doença foi descoberto, em 1976.

A OMS está trabalhando em um mapeamento do ebola – um documento operacional de como combater a doença, disse a porta-voz da OMS Fadela Chaib em entrevista coletiva. O documento detalha a estratégia da OMS e dos parceiros de saúde nos próximos meses.

Chaib afirmou ainda que não se sabe quanto tempo a epidemia vai durar. O surto é declarado encerrado em um país se, em dois períodos de incubação (42 dias), nenhum caso for confirmado, disse ela. A porta-voz disse que a OMS deve divulgar detalhes do plano na próxima semana.

NOVOS CASOS. A Nigéria confirmou dois novos casos de ebola. O número total de casos registrados no país é agora 14, segundo o ministro da Saúde, Onyebuchi Chukwu. Há suspeitas de que pessoas que morreram na República Democrática do Congo estivessem infectados pelo ebola.

Alta. Depois de quase três semanas de tratamento, os dois norte-americanos que se infectaram com ebola na Libéria tiveram alta de um hospital em Atlanta, nos EUA.

O médico Kent Brantly, 33, foi liberado anteontem, e a missionária Nancy Writebol, 59, tinha recebido alta na última terça-feira.

A OMS anunciou que vai fazer em setembro consulta sobre uma potencial vacina contra o ebola, já testada com “resultados promissores” em dois profissionais de saúde na Libéria.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave