Taças dos Mundiais de vôlei são furtadas no Rio de Janeiro

Ocorrência foi confirmada pela Confederação Brasileira de Vôlei, e o caso está sendo investigado; Fivb ainda não se pronunciou sobre o assunto

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Taças dos Mundiais de vôlei foram expostas em São Paulo e Rio de Janeiro
REPRODUÇÃO/TWITTER/CBV
Taças dos Mundiais de vôlei foram expostas em São Paulo e Rio de Janeiro

Os Mundiais masculino e feminino de vôlei se aproximam no calendário, mas os torneios correm o risco de ficarem sem suas respectivas taças. Em exposição no Rio de Janeiro, as peças foram furtadas por volta das 13h45 desta sexta-feira. Elas estavam em um carro-forte estacionado no Shopping Via Parque, na Barra da Tijuca. A ocorrência foi confirmada pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), e o caso já está sendo investigado pela Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas do estado fluminense.

Segundo informações preliminares, a Federação Internacional de Vôlei (Fivb) foi notificada do furto apenas às 20h30. A entidade ainda não se pronunciou sobre o assunto. As peças não possuem ouro e, de acordo com a CBV, a responsabilidade pela guarda dos troféus era da empresa TNT Express. 

O Mundial de Vôlei masculino terá início no próximo dia 30, na Polônia. Já o certame feminino está marcado para o dia 23 de setembro, na Itália. 

Leia tudo sobre: vôleitaçasmundialfurtorio de janeiro