É preciso evitar casos como o do aeroporto de Cláudio, diz ministro

Vinicius Lages, do Turismo, afirma que recursos do setor devem ser destinados para os principais destinos turísticos e polos econômicos ainda não servidos

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O Ministro do Turismo, Vinicius Lages, defendeu nesta sexta-feira (22) que o Brasil precisa desenvolver a infraestrutura aeroportuária para "servir os brasileiros onde precisa, e não onde não precisa", disse, em uma referência ao aeroporto de Cláudio (MG).

"Construir um aeroporto que permita a aviação sem homologação é incompatível com o País que queremos", alfinetou. O ministro disse que a aviação regional deve ser desenvolvida de maneira a evitar "novos aeroportos de Cláudio" e defendeu que a expansão regional e o transporte aéreo sejam encarados como política pública.

O aeroporto de Cláudio foi construído pelo ex-governador de Minas Gerais e candidato à Presidência da República pelo PSDB, Aécio Neves, em uma área desapropriada de um parente do político. A pista não tem autorização da Agência Nacional de Aviação Civil para funcionar, mas o candidato admitiu tê-la usado em visitas à fazenda da família.

Para Lages, os recursos do setor devem ser destinados para os principais destinos turísticos e polos econômicos ainda não servidos. Ele citou como exemplo a região gaúcha de Gramado e Canela, que embora receba cerca de 5 milhões de turistas por ano não conta com aeroporto próprio e é atendida por Caxias do Sul. "Não adianta ter oferta, precisa pensar nos elos que possam fazer (o tráfego) fluir", disse.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave