Fundador de desenho compra fazenda de chinchilas e liberta os animais

Diagnosticado com um câncer terminal, Sam Simon desembolsou R$ 300 mil para fechar a fazenda e delegar o resgate dos animais e processos de adoção a uma ONG

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Cerca de 500 animais foram libertados com a ajuda de Simon
Reprodução/ Twitter
Cerca de 500 animais foram libertados com a ajuda de Simon

O co-fundador de Os Simpsons, Sam Simon, diagnosticado com um câncer terminal no final de 2012, comprou uma fazenda de chinchilas na última terça-feira (19) em San Diego, na Califórnia, e libertou os animais. As chinchilas eram mortas e vendidas para a indústria de casacos de pele. Quando foi diagnosticado com a doença, um câncer de cólon, ele anunciou que iria deixar toda a sua fortuna para programas de combate a miséria e entidades de proteção animal.

Conhecido por se dedicar a causa animal, Simon mantém um abrigo especializado no resgate e tratamento de animais abandonados, além de ser parceiro de ONGs como a Peta (em tradução para o português, “Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais”) e a Sea Shepherd (entidade de proteção dos animais que vivem no mar, criada como uma ramificação do Greenpeace).

A fazenda de chinchilas funcionava desde 1966 sob o pretexto de comercializar chinchilas como animais de estimação, mas uma investigação da Peta conseguiu flagrar a esposa do dono da fazenda confessando que matava chinchilas para vender a pele, e o responsável pela fazenda dizendo que não havia nenhum cuidado veterinário no local e que quando uma chinchila machucava uma perna, por exemplo, eles mesmos imobilizavam o animal e amputavam o membro sem nenhum tipo de anestesia.

Sam comprou a fazenda por R$ 100 mil para fechar o local e retirar os animais explorados. Além disso, ele também doou R$ 200 mil para uma associação de proteção animal de San Diego cuidar de toda a logística e disponibilizar os animais para adoção.

O co-fundados dos Simpsons participou do resgate, acompanhado por uma enfermeira, e postou fotos da ação em sua conta no Twitter. Cerca de 500 chinchilas foram salvas. Para se fazer um único casaco de pele, são mortos, pelo menos, 250 animais.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave