Jornal O Tempo irá patrocinar Montes Claros na temporada 2014/2015

Nome do veículo de comunicação estará estampado na camisa do Pequi Atômico, consolidando parceria que já dura alguns anos

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

Montes Claros já realiza treinos intensos sob o comado do novo técnico Schwanke
FREDSON SOUZA
Montes Claros já realiza treinos intensos sob o comado do novo técnico Schwanke

 

Estender a mão e ajudar a quem precisa mostra ser mais uma das qualidades do Sada Cruzeiro. Uma relação saudável, que vem de alguns anos, chega, agora, a um novo patamar. O jornal O Tempo, por meio do grupo Sada, será um dos patrocinadores do Montes Claros Vôlei na temporada 2014/2015. A ajuda virá por meio de recursos e também com a provável cessão de jovens atletas. No Pequi Atômico, alguns dos novos talentos celestes terão mais oportunidades para jogar com frequência e continuar evoluindo dentro da modalidade.

"Essa parceria é de fundamental importância para a formação e o crescimento do nosso time e também do projeto. A diretoria do Sada, por meio dos irmãos Vitorio e Alberto Medioli, e também na figura do Flávio Pereira, possuem uma filosofia de contribuir com o vôlei mineiro, ajudando no crescimento do esporte local. O novo acordo chega para consolidar essa ideia, mostrando que eles estão atentos para outras regiões, como o Norte de Minas", elogia Andrey Souza, gestor do projeto.

Flávio Pereira, diretor esportivo da equipe, confirma a iniciativa e mostra que trata-se de uma ideia que beneficia a todos os envolvidos. "Queremos fazer o vôlei mineiro crescer e temos condições de contribuir de algumas formas. O que estiver ao nosso alcance, será feito. Alguns atletas não poderão jogar e nada mais justo do que, caso tudo se confirme, cedê-los a algum time do Estado, pagando seus salários", indica Pereira.

Souza agradece e já espera pela chegada do primeiro reforço celeste. Trata-se do central Pedrão, que disputou a Superliga B, no ano passado, pelo Sada-Funec-Contagem, que fez excelente campanha na divisão de acesso. O jogador é o quinto na briga por duas vagas no meio-de-rede do time de Marcelo Mendez e sua presença em outra equipe pode ser mais interessante, tanto para ele, como para as duas equipes, que virão um jogador de qualidade ter uma importante sequência de jogos.

Ao final do Mineiro e do torneio de Irvine, nos EUA, a diretoria cruzeirense, irá analisar a situação de Pedrão e de mais algum atleta que possa ser cedido. Apoio. Até aqui, o Montes Claros conta com patrocínios da Funorte e do Supermercados BH. Ao contrário do que muitos pensam, a prefeitura não tem relação alguma com o projeto. A decisão veio, principalmente, depois de denúncias levantarem suspeitas sobre o envolvimento de recursos da prefeitura na formação da equipe nas duas últimas temporadas. "O repasse é zero. Até por isso, fizemos questão que o time levasse, somente, o nome da cidade, sem a presença de empresas", explica Souza. 

Custa pouco. A ação do Sada Cruzeiro, em contribuir com um time do mesmo Estado, é elogiada por Andrey Souza. "Muitos times possuem esta condição e não o fazem. Os dirigentes do Sada mostram-se pioneiros pelo que estão fazendo. Este pensamento coletivo não é muito comum e faz falta para algumas equipes, que poderiam ter uma importante ajuda de um concorrente, dentro das possibilidades", agradece.

Sucesso na mira. A maior vontade do dirigente é ver o time resgatar, no torcedor, a vibração que foi vista na temporada 2009/2010. Na oportunidade, na estreia da equipe na Superliga, o Montes Claros chegou à final do torneio, mostrando, além de um bom time, uma torcida apaixonada.

"Queremos fazer o torcedor voltar a encher o ginásio, transformado-o em um caldeirão. Aquela temporada foi histórica e o desejo é que uma trajetória como aquela se repita", projeta. Pensando nisso, jogadores na citada campanha estão de volta, como os centrais Salsa e Acácio, o levantador Rodriguinho e o líbero Ezinho.

"Não queremos somente participar, o foco é brigar por resultados. Estes jogadores criaram uma identificação com a torcida e a cidade e queremos ter de volta todo aquele envolvimento", espera o gestor.