Campanha de Dilma avalia que segundo turno será contra PSB

Apesar de considerar probabilidade, cúpula petista se divide sobre o melhor cenário

iG Minas Gerais |

Pernambuco. Ex-presidente e candidata à reeleição visitaram obras de transposição do rio São Francisco
Cadu Gomes/Divulgação
Pernambuco. Ex-presidente e candidata à reeleição visitaram obras de transposição do rio São Francisco

Recife. A cúpula da campanha de Dilma Rousseff avalia que a ex-senadora Marina Silva (PSB) já está consolidada na segunda colocação na disputa pelo Palácio do Planalto e que o tucano Aécio Neves, se quiser reverter o quadro atual, terá de bater na nova adversária da disputa.

Em reunião realizada na noite de quarta-feira, com a presença de Dilma e do ex-presidente Lula no Palácio da Alvorada, os coordenadores da campanha analisaram levantamentos que mostrariam a petista perto dos 40%, Marina acima de 20%, e Aécio na faixa dos 15%.

Segundo um dos participantes da reunião, estes levantamentos mostram ainda que, num cenário de segundo turno, Marina já aparece na frente de Dilma, fora da margem de erro.

“É um cenário que, se for mantido nos próximos 15 dias, indica que teremos um segundo turno entre Dilma e Marina”, relatou reservadamente o participante.

A cúpula petista está dividida, porém, sobre quem seria o melhor adversário num segundo turno. Um grupo prefere Aécio, por considerar mais fácil fazer o contraponto do “nós contra eles” e porque, nos últimos levantamentos de segundo turno feitos pelo partido, Dilma aparece na frente do tucano.

Além disso, Marina é vista como imprevisível e cativa um eleitorado que já votou no PT e que agora está indeciso.

Outra ala, no entanto, acredita que seria mais fácil derrotar Marina Silva, porque o voto da direita e de boa parte do empresariado, que iria para o tucano, deve se voltar para a presidente Dilma.

Aliado da petista e amigo pessoal de Marina, o senador Jorge Viana (PT-AC) disse nesta quinta preferir o embate com Aécio, em um eventual segundo turno. Na quarta, o líder do PT na Câmara, o deputado Vicentinho (SP), já havia afirmado o mesmo.

“A Marina fez parte desse governo do PT, mas traz novidades nas teses que defende e nas práticas em que ela aposta”, afirmou Jorge Viana.

Sucesso

Lula. Em visita a obras de transposição do rio São Francisco para gravação de imagens para o programa de TV, Lula fez mais sucesso com os operários do que a presidente e candidata à reeleição.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave