Curso técnico tem carência de vagas

Em Minas, Senai ofereceu no 1º semestre 15 mil cadeiras para 70 mil interessados

iG Minas Gerais | Juliana Gontijo |

Top. Olimpíada do Conhecimento reúne os melhores alunos de cursos técnicos do Senai de todo o país
:AGENCIA FIEP / DIVULGACAO
Top. Olimpíada do Conhecimento reúne os melhores alunos de cursos técnicos do Senai de todo o país

A educação profissional vive um descompasso entre o interesse dos jovens e a oferta de vagas. Em Minas Gerais, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) ofereceu 15 mil vagas no primeiro semestre deste ano para um total de 70 mil interessados, segundo o gerente de educação profissional do Senai-MG, Edmar de Alcântara. “A oferta ainda é pequena”, observou durante coletiva da Olimpíada do Conhecimento, que neste ano acontece em Belo Horizonte.

Parece um paradoxo, já que apenas 6,6% dos jovens até 25 anos optam pela educação profissional no Brasil. Avaliando os dados demográficos da população, só 10% já fizeram cursos de educação profissional. O índice é baixo se comparado com a média dos 30 países mais ricos – onde esse índice é de 35% fazendo curso técnico e 48% do estoque populacional do país. Para preencher uma vaga, o interessado nos cursos do Senai tem que passar por um processo seletivo que acontece duas vezes ao ano, com base no ensino fundamental, nas áreas de português e matemática. A previsão, conforme Alcântara, é que até o fim deste ano as matrículas no Senai-MG cheguem a 160 mil. No ano passado, foram 137 mil matriculados. “Temos cursos iniciando a todo momento. Há aqueles de formação e de capacitação”, explicou. A duração varia de seis meses a dois anos. O número de candidatos por vaga é muito variável por área. “Para a construção civil, não chega a um candidato por vaga, enquanto para a informática varia de 25 a 30 candidatos”, diz. Do total dos cursos oferecidos, 90% são gratuitos. Para 2015, a previsão é que a oferta de vagas crescça cerca de 20%. “Devemos ultrapassar a barreira de 200 mil matriculados”, frisa o gerente do Senai-MG. 

Matrículas devem chegar a 4 mi Em 2014, o número de matrículas nos cursos do Serviço de Aprendizagem Industrial (Senai) deve chegar a 4 milhões – incremento de 100% na comparação com 2010, quando o total de matrículas chegou a 2 milhões. O diretor de operações do Senai/CNI, Gustavo Leal, ressalta que, com o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), o número de vagas no ensino profissionalizante deve crescer no país. A perspectiva é de chegar a 12 milhões de vagas nos próximos quatro anos. “Os cursos profissionalizantes são uma opção. Vale lembrar que dos 8,5 milhões de jovens no ensino médio do país, apenas 1,5 milhão irá chegar ao ensino superior”, diz.

Olimpíada Onde: Expominas - Av. Amazonas, 6200, bairro Gameleira, Belo Horizonte Quando: 3 a 6 de setembro Entrada: gratuita Número de competidores: 800 inscritos, sendo 61 de Minas Gerais Área ocupada; 105 mil metros quadrados Previsão de público: 300 mil pessoas, sendo 150 mil estudantes

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave