Ônibus alternativo cobra quase o dobro

Ela e outros servidores afirmam que, se o itinerário não for alterado, terão que dar prioridade para os carros

iG Minas Gerais | Bernardo Almeida e Fernanda Viegas |

Uma alternativa para servidores da Cidade Administrativa que querem ir direto para a área central de Belo Horizonte é a linha executiva SE01, que teve seu itinerário mantido. O ônibus, no entanto, tem tarifa de R$ 5,40 – quase o dobro do que é cobrado nos ônibus convencionais, inclusive no Move.  

“Não há justificativa para este preço tão diferente, já que os diferenciais do ônibus executivo, ar-condicionado e TV, também existem agora no Move”, disse a funcionária pública Ana Cláudia Gonçalves, 25.

Ela conta ainda que experimentou o ônibus executivo e se arrependeu. “Eu perdi um compromisso na Savassi porque fiquei 50 minutos no ponto, lá na Cidade Administrativa, e não passou nenhum.”

Ela e outros servidores afirmam que, se o itinerário não for alterado, terão que dar prioridade para os carros. “Algumas pessoas do meu departamento e eu estamos estudando a possibilidade de revezar caronas. De carro, demoro 12 minutos no trajeto”. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave