Antonio Villeroy lança disco e volta a assumir papel de cantor

Novo disco, “Samboleria”, traz fusão de duas vertentes: a música latino-americana e o samba brasileiro

iG Minas Gerais | gustavo rocha |


Artista é conhecido por compor para grandes nomes da MPB
Divulgação
Artista é conhecido por compor para grandes nomes da MPB

Antonio Villeroy é desses compositores com trânsito livre na MPB. Já compôs para Ana Carolina (quem mais gravou músicas suas até hoje), Maria Bethânia, Belchior, dentre muitos outros. No entanto, sua atuação como “coadjuvante” parece ter os dias contados, já que o artista lançou seu novo disco “Samboleria” e com ele pretende voltar a assumir o papel de protagonista dos palcos. “Estou tomando gosto por cantar novamente”, garante ele. Villeroy e banda fazem show hoje, no Teatro Bradesco.

“Eu não diria que minha função era de coadjuvante. Eu comparo com o cinema. Alguém escreve o roteiro, dirige e o ator interpreta. Desde criança, eu queria fazer cinema, mas nunca quis ser ator. E isso aconteceu comigo em relação à música”, assinala ele.

O novo disco congrega duas vertentes importantes de sua carreira: “Por minhas origens (Villeroy é gaúcho de São Gabriel, no Rio Grande do Sul), eu sempre tive esse flerte com a música argentina, uruguaia. Tem uma música no disco que é um candombe (ritmo típico uruguaio). A outra vertente é o Brasil tropical – o samba. Esses dois lados sempre existiram em mim e nunca estiveram tão bem combinados”, garante.

Villeroy se vale de sua longa estrada na música para estabelecer parcerias no novo trabalho. Uma delas,com o sambista João Donato. “O João é um antigo parceiro e quando eu comecei esse encontro de samba com música latina, eu pensei nele, que já tem um trabalho com a música cubana”, comenta. Além dele: Moraes Moreira, o norte-americano Don Grusin, o cubano Descemer Bueno e o colombiano Jorge Villamizar.

O nome do novo álbum, que foi produzido com recursos de um crowdfunding de R$ 85 mil, é um neologismo. “O sufixo ‘ria’ quer dizer oficina, ou seja, lugar onde se produz. Samboleria é uma oficina de bailado. Além disso, Samboleria se parece com Burlería, que é um ritmo latino típico”, revela Villeroy.

Para tentar reproduzir a sonoridade e a riqueza vindas do estúdio de gravação, Villeroy conta com uma banda de oito músicos, incluindo naipe de metais. O show de hoje terá as participações de Marcos Viana, Marcela Fogaça e Mila Conde.

Agenda

O quê. Show de Lançamento de “Samboleria”, de Antonio Villeroy

Quando. Hoje, às 21h

Onde. Teatro Bradesco (rua da Bahia, 2.244, Lourdes)

Quanto. R$ 60 e R$ 30 (meia-entrada)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave