Racionais celebram 25 anos

Grupo paulista volta a BH para show que comemora os 25 anos de carreira; abertura será do mineiro Douglas Din

iG Minas Gerais | lucas buzatti |

Nova fase. Tempo de estrada amadureceu o discurso dos Racionais MCs, que devem lançar o sexto disco de estúdio ainda neste ano
Klaus Mitteldorf
Nova fase. Tempo de estrada amadureceu o discurso dos Racionais MCs, que devem lançar o sexto disco de estúdio ainda neste ano

“Até agora minha ficha não caiu”, revela o rapper mineiro Douglas Din, escalado para encarar a “responsa” de abrir o show dos Racionais MCs que acontece hoje, no Chevrolet Hall, em Belo Horizonte. É fácil entender o compromisso que tange a apresentação do músico, de 23 anos. Afinal, trata-se da abertura do concerto que celebra os 25 anos do grupo de rap mais importante do Brasil.

“Comecei a ouvir quando era moleque. Eles cantavam uma realidade próxima da minha e de muitos brasileiros que vivem num universo que pode ser violento e até deprimente, mas que também é rico em cultura, em informação, em coletividade”, afirma Din, que é morador do Aglomerado da Serra. Para o músico, que vai apresentar canções de seu primeiro disco, “Causa Mor” (2014), “existe uma frase dos Racionais para qualquer situação da vida”. “A que mais me marca é o refrão de ‘Da Ponte Pra Cá’”, conta um dos maiores vencedores do Duelo de MCs de BH, referindo-se ao trecho que diz: “Não adianta querer ser / Tem que ser, tem que pá / O mundo é diferente da ponte pra cá”.

De fato, o quarteto formado por Mano Brown, Edy Rock, Ice Blue e KL Jay versa, desde o início dos anos 1990, sobre a realidade de muitos jovens moradores de periferia no Brasil. Temas como a violência policial, a disputa de classes, a pobreza e a desigualdade social circundam toda a obra do grupo, principalmente os três primeiros discos, entre eles “Sobrevivendo no Inferno” (1997), que teve 1,5 milhão de cópias vendidas e projetou o grupo ao mainstream.

Após 25 anos de estrada e cinco discos de estúdio, porém, muita coisa mudou. Persistem as influências da música black e soul brasileira nos beats de KL Jay – com samples de ícones como Cassiano, Tim Maia e Jorge Ben –, mas as letras críticas e pungentes de Brown se transformaram com o tempo, abrangendo novas realidades e públicos. Prova disso é que a banda se apresenta pela primeira vez em uma “casa de shows de playboy” na capital mineira. “Acho que eles conseguiram democratizar a música que fazem, entenderam a importância de se comunicar com ouros públicos. Isso está muito ligado ao próprio amadurecimento dos caras. Todos têm mais de 40 anos, vivem da música que fazem, têm famílias para criar. A vida não é igual à que tinham aos 20”, defende PDR Valentim, jornalista e rapper integrante da Família de Rua, coletivo que organiza o Duelo de MCs.

Para Thiago Monge, rapper e apresentador do Duelo por muitos anos, o grupo não tem mais a “visão radical de antigamente”. “Hoje, eles enxergam a banda como um negócio. E ninguém tem direito de contestar isso. Foram os que mais fizeram pelo rap nacional”, afirma. Monge destaca que a cadência das letras e as composições continuam sendo pontos fortes da banda. “Os caras são ótimos contadores de história. Você consegue imaginar as cenas, se sentir dentro daqueles episódios. São poetas e músicos sensacionais, que sabem explorar a pesquisa musical”.

Disco novo. Uma das grandes expectativas musicais deste ano é o lançamento do novo disco dos Racionais – que não lança álbuns de inéditas desde 2002, quando saiu “Nada Como Um Dia Após o Outro Dia”. Produzido pelo DJ Cia (ex-integrante do RZO, outra importante banda de rap paulista), o trabalho deve sair até o fim do ano.

“Eu ‘boto fé’ que vai vir algo muito diferente do que estamos acostumados. Um lance mais musical, mais harmônico, mas sem perder a pegada rap, que é a característica deles”, aposta Monge. Para PDR Valentim, o disco novo deve estar mais alinhado com o rap “que tem sido produzido no Brasil e no mundo atualmente”. “Acho que vamos ver, também, um discurso ainda mais equilibrado. Mas, independente do formato e da linguagem, tenho certeza que eles vão nos surpreender. Afinal, disco dos Racionais é tiro certeiro”, completa.

Agenda

O quê. Show de 25 anos dos Racionais MCs

Quando. Hoje, às 22h

Onde. Chevrolet Hall (av. Nossa Senhora do Carmo, 230, São Pedro)

Quanto. R$ 140 (inteira) e R$ 70 (meia-entrada)

Acompanhe informações sobre a turnê comemorativa em www.racionais25.com.br

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave