Troca de informações ganha relevância

iG Minas Gerais | Lygia Calil |

O Reserva TT Buerguer será um dos tópicos discutidos por Thomas Troisgros no curso que ele ministra a programação do festival
Tomas Rangel / Divulgação
O Reserva TT Buerguer será um dos tópicos discutidos por Thomas Troisgros no curso que ele ministra a programação do festival

Com foco menor nos jantares, a programação de cursos e degustações ganharam mais relevância no festival. “São mais de 150 eventos. A ênfase é maior na troca de informações. Queremos mostrar coisas que fazem parte da nossa cultura, mas que a gente não conhece”, afirma Rodrigo Ferraz, diretor geral do Festival Internacional Cultura Gastronomia Tiradentes.

Enquanto os chefs do Sudeste discutem sua expertise em produtos já difundidos por aqui, os profissionais de outras partes do país mostram ao público ingredientes como as tartarugas do Amapá (Morubixaba e Solange Batista) e os cactos comestíveis do sergipano Timóteo Domingos.

Todos os chefs convidados ministrarão aulas em um dos quatro espaços dedicados ao ensino. Os assuntos são tão variados quanto os estilos dos chefs. Se Thomas Troisgros fala sobre “o hambúguer perfeito” e sua experiência à frente da hamburgueria carioca Reserva TT, Jefferson Rueda vai mostrar sua famosa Galinha ao Molho do Rio Pardo. Já Mara Salles discute os ingredientes amazônicos (Veja a programação completa no Gastrô online).

O curador Rusty Marcellini destaca o Espaço Interativo Senac, cujas aulas, mais que explanativas, serão práticas, com os alunos cozinhando juntamente com os professores, com a mão na massa. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave