Ex-prefeita Luiza Erundina vai coordenar campanha de Marina

Decisão ocorre após a turbulenta saída do antecessor, Carlos Siqueira, que fez fortes críticas a Marina, afirmando que ela "nem de longe" representa o legado de Eduardo Campos

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

 A ex-prefeita de São Paulo e atual deputada federal Luiza Erundina, de 77 anos, foi indicada na noite desta quinta-feira (21) pelo PSB para ser a coordenadora-geral da campanha presidencial de Marina Silva.

A decisão ocorre após a turbulenta saída do antecessor, Carlos Siqueira, que fez fortes críticas a Marina, afirmando que ela "nem de longe" representa o legado de Eduardo Campos.

Marina assumiu a candidatura à Presidência após a morte de Campos, em um acidente aéreo no último dia 13. Recém-filiada ao PSB, ela encontra, porém, resistências internas na cúpula do partido.

Erundina sempre teve pouco poder dentro do PSB, partido para o qual migrou após abandonar o PT. Mas é muito ligada a Marina, tendo sido convidada por ela para participar de seu ato de filiação ao PSB em outubro de 2013.

Marina já havia indicado como coordenador-geral-adjunto da campanha o ex-deputado Walter Feldman, um de seus principais aliados na tentativa de criação de seu partido, a Rede Sustentabilidade.

Mais uma baixa

Além do coordenador-geral da campanha do PSB à Presidência da República, Carlos Siqueira, o coordenador de mobilização e articulação da campanha, Milton Coelho, também anunciou ao presidente da sigla, Roberto Amaral, que deixará a coordenação. Membro da Executiva Nacional do PSB, Coelho disse que, sem Eduardo Campos, seu "compromisso com a coordenação da campanha acabou". "Meu compromisso era com o Eduardo", resumiu o pessebista.

Coelho disse que já vinha conversando com os dirigentes do PSB sobre sua saída. Ele não quis dar mais justificativas sobre a decisão, mas destacou que não deixará a Executiva da legenda. Mais cedo, Siqueira causou a primeira crise da campanha, agora com a ex-senadora Marina Silva na cabeça de chapa. Siqueira acusou Marina de "mandar no partido" e disse que a candidata está "longe de representar o legado" de Eduardo Campos.

 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave