Com 3 de Luciano, Corinthians derrota Goiás de virada

Atacante, que entrou somente no segundo tempo, marcou três vezes e comandou o ataque corintiano

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Em uma noite inspirada de Luciano, o Corinthians esteve atrás no marcador por duas vezes contra o Goiás, mas mostrou poder de superação e, além de buscar a virada, cravou uma goleada de 5 a 2, na noite desta quinta-feira, no Itaquerão, em São Paulo. O atacante, que entrou somente no segundo tempo, marcou três vezes e comandou o ataque corintiano na segunda parte da etapa final.

O triunfo fez o Corinthians superar o tropeço contra o Bahia, na rodada passada, em casa, e fez o time subir uma posição na tabela. De quarto, passou a terceiro, agora com 31 pontos, ainda dois a menos que o Cruzeiro - o líder enfrenta o Grêmio ainda nesta noite, em casa. Já o Goiás estacionou nos 20 pontos, ainda em 11º lugar.

O técnico Mano Menezes não contou com o volante Petros na noite desta quinta, apesar do efeito suspensivo obtido pelo clube junto ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). O time alegou que a decisão saiu de última hora, quando a delegação já estava no ônibus, a caminho do Itaquerão. Assim, Petros não esteve nem no banco de reservas, mas está liberado para defender a equipe nos próximos jogos até que novo julgamento seja realizado pelo Pleno do tribunal.

Sem Petros, o treinador contou com Renato Augusto, com boa atuação. E ainda teve os estreantes Anderson Martins, na zaga, e Lodeiro, no meio-campo. O uruguaio entrou somente depois do intervalo, assim como Luciano, principal jogador da partida.

O JOGO - Depois de perder pontos em casa na última rodada, o Corinthians entrou em campo disposto a não repetir os vacilos do sábado passado. E tentou impor pressão sobre o Goiás desde os primeiros minutos da partida. Logo aos 5 minutos, o estreante Anderson Martins já subia de cabeça e mandava com perigo no gol de Renan.

Mas o empenho no ataque acabou sendo ofuscado por um vacilo da defesa aos dez minutos. David lançou Thiago Mendes entre os zagueiros corintianos e o Goiás não desperdiçou. Mendes bateu na saída do goleiro Cássio e abriu o placar. O gol encerrou o jejum de três jogos do time goiano sem balançar as redes.

E também atiçou a veia ofensiva do Corinthians. O time passou a acumular chances desperdiçadas, principalmente com Renato Augusto, aos 14, e Jadson, aos 16 minutos. Depois de insistir, o gol de empate veio aos 21, com escanteio cobrado por Jadson e bela cabeçada de Guerrero, que subiu bem entre dois defensores do Goiás.

Mesmo após igualar, o Corinthians se manteve no ataque, tentando a virada antes do intervalo. Mas não teve sucesso com Renato Augusto, duas vezes, aos 24 e aos 31 minutos. Na melhor delas, a bola passou rasteiro à esquerda do gol de Renan. O Goiás só levou perigo aos 23, com Samuel, parado por boa defesa de Cássio.

O equilibrado confronto manteve o bom ritmo na segunda etapa. E, novamente, o Corinthians mostrou mais disposição no ataque do que na defesa. E o Goiás quase marcou aos 7, em finalização de Bruno Mineiro de fora da área. Cássio saltou bonito para evitar o segundo gol dos visitantes.

O time goiano, contudo, não desperdiçou a segunda chance. Aos 15, Lima cobrou falta da esquerda e Jackson, surgindo entre a defesa em posição regular, cabeceou para as redes. O Corinthians reclamou do lance e o técnico Mano Menezes, por se exceder nas críticas, acabou sendo expulso pela arbitragem.

Mano não pôde ver do gramado o empate corintiano, com gol de Elias, quatro minutos depois. Renato Augusto bateu cruzado na área e o volante surgiu para fazer o desvio para as redes. Se o empate levantou o bom público presente no Itaquerão, o gol da virada fez a torcida vibrar aos 32, depois de seguidas tentativas ofensivas.

O estreante Lodeiro, que acabara de entrar em campo, bateu falta com perigo e viu Luciano fazer desvio de cabeça dentro da área. O atacante marcou seu primeiro gol neste Brasileirão. Mas o segundo e o terceiro sairiam logo em seguida.

Diante do retraído Goiás, abatido após levar a virada, o Corinthians não teve problema para se impor nos minutos finais e buscar o quarto gol, o mais bonito deles. Aos 39, Jadson acionou Luciano, que driblou o marcador dentro da área e bateu rasteiro para sacramentar a vitória corintiana.

Antes do apito final, o mesmo Luciano ainda marcaria o seu terceiro gol, e o quinto do Corinthians. Aos 43, o atacante fez nova jogada individual e desta vez contou com a sorte para marcar. Após errar dentro da área, a bola rebateu na zaga e voltou nos seus pés antes de morrer no fundo das redes.

Na próxima rodada, o Corinthians vai encarar o Grêmio, de Luiz Felipe Scolari, domingo, em Porto Alegre. O Goiás vai receber o líder Cruzeiro, no Serra Dourada, no mesmo dia.

FICHA TÉCNICA CORINTHIANS 5 x 2 GOIÁS GOLS - Thiago Mendes, aos 10, e Guerrero, aos 21 minutos do primeiro tempo. Jackson, aos 15, Elias, aos 19, e Luciano, aos 32, aos 39 e aos 43 minutos do segundo tempo. CARTÕES AMARELOS - David, Luciano, Thiago Mendes, Samuel. ÁRBITRO - Marcelo de Lima Henrique (Fifa/RJ). RENDA - R$ 1.465.164,00. PÚBLICO - 26.486 pagantes. LOCAL - Estádio Itaquerão, em São Paulo (SP).  

CORINTHIANS - Cássio; Fagner, Gil, Anderson Martins, Fábio Santos; Ralf, Elias, Renato Augusto (Lodeiro), Jadson (Bruno Henrique); Romero (Luciano) e Guerrero. Técnico: Mano Menezes.

GOIÁS - Renan; Valmir Lucas, Jackson, Pedro Henrique, Lima; David, Thiago Mendes, Murilo (João Paulo), Tiago Real (Danilo); Samuel e Bruno Mineiro (Erik). Técnico: Ricardo Drubscky.

Leia tudo sobre: corinthiansvencegoiasgoleadabrasileiro