Região Metropolitana de BH registra 150 roubos por dia em 2014

Governo diz que roubos são "desafio" e promete ações para combater crime; já os casos de homicídios diminuíram no Estado e na capital

iG Minas Gerais | Da redação |

Seth Wenig/associated press
undefined

Nos sete primeiros meses de 2014, houve 52.674 ocorrências de roubo em Minas Gerais, um aumento de 24,37% em relação ao mesmo período de 2013. O mesmo cenário ruim em relação aos roubos – tido para o próprio governo como o maior desafio da criminalidade no Estado – se repetiu na Região Metropolitana de Belo Horizonte e na capital.

Na Grande BH, foram 32.119 ocorrências no período (aumento de 25,32%) e, em Belo Horizonte, foram 19.853 (alta de 25,22%). Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (21) pela Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds).

Outros crimes apresentaram piora em um ano: houve 3.426 tentativas de homicídio em Minas Gerais (aumento de 2,42% em comparação com o mesmo período de 2013); 57 exotrsões mediante sequestro na Grande BH (alta de 7,55%); 212 sequestros no Estado (aumento de 13,37% em um ano) e 93 sequestros na região metropolitana (alta de 1,09% no período).

Melhora

Os crimes de homicídio, no entanto, apresentaram melhora tanto na Grande BH quanto no Estado. Foram 2.362 homicídios consumados em Minas, nos sete primeiros meses do ano, o que representa uma queda de 1,42% em relação ao mesmo período de 2013. Na capital, a queda foi mais significativa, de 12,94%, atingindo 417 homicídios em 2014, até o momento.

Só no mês de julho, foram 243 homicídios no Estado e 48 em Belo Horizonte. Os estupros e tentativas de estupro também caíram no período, em relação a 2013.

Posicionamento

Em seu relatório mensal de criminalidade, a Seds destacou que "as estatísticas de criminalidade mostram uma tendência de curva negativa, puxada para baixo, dos crimes de homicídio". E afirmou que as "ocorrências de roubo continuam em alta em Minas e são o desafio dos índices de criminalidade do Estado".

De acordo com o secretário de Defesa Social, Marco Antônio Rebelo Romanelli, os investimentos realizados nos últimos meses e as obras e ações que ainda serão entregues até o fim do ano devem impactar na redução dos roubos. “Entre 2014 e 2015 serão investidos R$ 909 milhões em segurança, previstos no Plano Estadual de Defesa Social. Deste total, 48% dos recursos já estão em execução desde o início do ano”.

Ainda de acordo com o secretário, uma das apostas para a redução dos roubos é a implantação do projeto de videomonitoramento Olho Vivo em 19 municípios, totalizando 808 câmeras, com investimento de cerca de R$ 50 milhões. Também serão recrutados 3.000 soldados em 2015, para reforçar o policiamento ostensivo no Estado.

O comunicado da Seds também destacou investimento em postos de perícia da Polícia Civil, aparelhos GPS em viaturas e instalação de bloqueadores de celular em presídios.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave