Reduz resgate em R$ 48.500 após saber situação financeira da família

Suposto sequestrador teria pedido R$ 50 mil para libertar adolescente, mas "entendeu" que a família não teria o dinheiro e cobrou apenas R$ 1.500; idoso desconfiou de golpe; menina foi achada em academia na cidade

iG Minas Gerais | Fernanda Viegas |

Um criminosos teve o “coração amolecido” diante da situação financeira de uma família, a qual tentou dar o golpe do falso sequestro. O caso inusitado aconteceu em Araxá, na região do Alto Paranaíba, nessa quarta-feira (20).

Para a Polícia Militar (PM), a aposentada de 66 anos contou que recebeu, em sua casa, na rua Luiz Leite, no bairro Guilhermina Vieira Chaer, uma ligação de um número com DDD de São Paulo. Do outro lado da linha, um homem afirmava estar com a adolescente, fila dela, e que queria dinheiro para libertá-la.

O suspeito informou à mulher que ele teria sequestrado a menina e a colocado no porta malas de um carro, sob a mira de um revólver. Ele mandou que ela não desligasse o telefone ou a jovem morreria. Com o susto, a idosa teria começado a passar mal e um familiar de 71 anos, que estava por perto, continuou a conversa com o suspeito.

O suposto sequestrador exigiu, então, uma quantia de R$ 50 mil para soltar a adolescente. Sem ter o dinheiro para pagar pelo resgate, o homem explicou a situação financeira da família para o bandido, e este reduziu o valor cobrado para R$ 1.500.

Com essa atitude, o idoso desconfiou que poderia ser um golpe e manteve o suspeito ao telefone, até que um terceiro conseguisse chamar a polícia. Quando os militares chegaram à casa, assumiram a conversa telefônica. Contudo, o suposto sequestrador percebeu que se tratava da PM, desligou e não retornou mais.

Enquanto um grupo de policiais estava na residência da família um outro procurava pela jovem na cidade, e a encontraram em uma academia.  

Leia tudo sobre: falso sequestroreduzresgateidosoadolescente