Sport ganha e Palmeiras completa dez jogos sem vitória

Virada do Leão da Ilha pressiona ainda mais o técnico Gareca, que pode deixar o cargo a qualquer momento

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Com o revés, Palmeiras está segurando a lanterna do Brasileirão
CESAR GRECO/AG. PALMEIRAS
Com o revés, Palmeiras está segurando a lanterna do Brasileirão

A crise do Palmeiras parece não ter mais fim. Ao perder de virada para o Sport por 2 a 1, na noite desta quarta-feira, na Arena Pernambuco, o time chegou a dez rodadas seguidas sem vitória no Brasileirão. Assim, aumenta a pressão sobre o técnico argentino Ricardo Gareca, que pode deixar o cargo.

O Palmeiras continua, portanto, na zona de rebaixamento do Brasileirão, ainda com os mesmos 14 pontos. Já o Sport reencontrou o caminho das vitórias, após duas derrotas e um empate, e chegou aos 25 pontos, voltando a se aproximar da luta por uma vaga no G4, o grupo dos quatro primeiros colocados.

A vitória do Sport teve dois torcedores especiais na noite desta quarta-feira. Pedro e José Henrique, dois dos cinco filhos do ex-governador Eduardo Campos - morto na semana passada após acidente aéreo quando fazia campanha presidencial -, estiveram na Arena Pernambuco e festejaram o resultado.

Mesmo sem contar com o meia chileno Valdivia, novamente contundido, o Palmeiras começou o jogo no ataque, dominando as ações em campo. Assim, quase abriu o placar logo aos quatro minutos, quando Mouche cruzou na área e Henrique bateu colocado no canto, mas o goleiro Magrão fez grande defesa.

O gol palmeirense, no entanto, não demorou muito para sair. Dessa vez, Mouche mandou o cruzamento na área pelo alto e Henrique cabeceou com estilo. Magrão fez outra ótima defesa e a bola ainda bateu na trave antes de voltar para o mesmo Henrique, que tocou para abrir 1 a 0 aos 13 minutos.

O Sport, então, acordou em campo, passando a atacar o Palmeiras. Criou boa chance aos 16 minutos, em cabeceio de Rithely que parou no goleiro. E chegou ao empate aos 22, quando Patric cobrou falta na área e Fábio errou feio ao tentar dar um soco na bola para afastar o perigo, marcando gol contra.

Depois do gol sofrido, o Palmeiras ficou perdido em campo. Contando com o argentino Tobio e o uruguaio Victorino - este último fez seu primeiro jogo oficial desde setembro de 2012, após enfrentar seguidas lesões -, a zaga palmeirense teve enormes dificuldades para marcar o Sport.

Diante disso, a virada do Sport veio aos 32 minutos. Fábio fez duas lindas defesas seguidas, em chutes de Wendel e Felipe Azevedo, mas teve um novo rebote e a bola sobrou na entrada da área para Patric, que acertou um bomba, dessa vez sem chance para o goleiro. Golaço para os donos da casa.

Enquanto Gareca olhava assustado para a desorganização e o descontrole do seu time em campo, o Sport ainda teve duas boas chances para ampliar o placar. Aos 38 minutos, Fábio fez outra ótima defesa em chute de Felipe Azevedo. E aos 42, a bola passou por toda área antes de Neto Baiano mandar na trave.

Na tentativa de não dar espaço para uma possível reação palmeirense, o Sport começou o segundo tempo no ataque, pressionando. Assim, criou boas chances para ampliar. Na principal delas, Patric ficou sozinho diante do goleiro aos sete minutos, mas Fábio fez milagre e evitou o terceiro gol.

Gareca, que já tinha trocado Wesley por Cristaldo no intervalo, colocou mais dois atacantes antes dos 10 minutos do segundo tempo, com Diogo e Leandro nos lugares de Mouche e Allione. Depois das duas mudanças, o Palmeiras conseguiu equilibrar o jogo e, na base da raça, tentou buscar o empate.

Do outro lado, o técnico Eduardo Baptista promoveu a estreia de Ibson e Diego Souza, dois badalados reforços que chegaram na semana passada. E o Sport, mais tranquilo em campo, chegou a desperdiçar uma ótima chance aos 31 minutos, quando Neto Baiano recebeu na pequena área e mandou por cima.

Nos minutos finais, o Palmeiras não teve força nem mesmo para ameaçar o goleiro Magrão. Prestes a completar 100 anos de fundação - o centenário será comemorado na próxima terça-feira - perdeu novamente, somando a 10ª rodada sem vitória no Brasileirão e aumentando a pressão sobre Gareca.

FICHA TÉCNICA:

SPORT 2 X 1 PALMEIRAS

SPORT - Magrão; Patric, Oswaldo, Durval e Renê; Wendel, Rithely, Felipe Azevedo (Diego Souza), Erico Júnior (Ibson) e Régis (Ananias); Neto Baiano. Técnico: Eduardo Baptista.

PALMEIRAS - Fábio; Wendel, Victorino, Tobio e Victor Luís; Renato, Marcelo Oliveira, Wesley (Cristaldo) e Allione (Leandro); Mouche (Diogo) e Henrique. Técnico: Ricardo Gareca.

GOLS - Henrique, aos 13, Fábio (contra), aos 22, e Patric, aos 32 minutos do primeiro tempo. ÁRBITRO - Heber Roberto Lopes (Fifa/SC). CARTÃO AMARELO - Victorino. RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis. LOCAL - Arena Pernambuco, no Recife (PE).  

Leia tudo sobre: palmeirassportgarecatecnicofutebol