PF desarticula grupo que sonegou mais de R$ 896 mi no Piauí

A Polícia com o apoio da Receita Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira, 20, a Operação Sorte Grande, para desarticular um esquema de sonegação fiscal e lavagem de dinheiro

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

A Polícia Federal com o apoio da Receita Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira, 20, a Operação Sorte Grande, para desarticular um esquema de sonegação fiscal e lavagem de dinheiro de um grupo empresarial de grande porte, informou o site da PF.

O grupo, que atua nas áreas de comunicação (TV, rádio e jornal), venda de veículos (concessionárias), empreendimentos imobiliários (construção de shopping centers e outros imóveis), educação (faculdades) e de saúde (hospital e operadoras de plano de saúde), principalmente, nos estados do Piauí e do Maranhão, por sonegação de contribuições previdenciárias e tributos em geral que, em 2013, chegaram ao valor consolidado de, aproximadamente, R$ 896 milhões.

As investigações da PF demonstraram que, utilizando-se de "laranjas" e de empresas offshore, sediadas no paraíso fiscal das Ilhas Virgens Britânicas, o grupo realizou sucessivas mudanças nos quadros societários das empresas devedoras do fisco para afastá-las de seus verdadeiros proprietários e transferiu os seus ativos para novas pessoas jurídicas, também constituídas com o emprego de "laranjas" e offshores, deixando as devedoras "desmontadas", apenas com as dívidas, diz a PF.

A Operação Sorte Grande contou com a participação de 85 policiais federais, entre delegados, peritos, escrivães e agentes, além de 18 auditores e quatro analistas tributários da Receita Federal.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave