Detalhes que fogem aos padrões da época

Trama apresenta visuais, locais e outros aspectos que não existiam nos anos 70

iG Minas Gerais |

Detalhes. Na cena, geladeira foge aos padrões dos anos 70, especialmente por conta dos puxadores
TV Globo/Divulgação
Detalhes. Na cena, geladeira foge aos padrões dos anos 70, especialmente por conta dos puxadores

São Paulo. A novela “Boogie Oogie” (Globo) se passa no ano de 1978. Porém, ela apresenta algumas características, como músicas, roupas, penteados e estilos, que não condizem com essa época.

Tem música da trilha sonora que não fazia sucesso naquele ano e até cabelos lisos e aparados de alguns personagens, algo incomum para o estilo black power que vigorava. Em uma cena, Fernando (Marco Ricca) passeia no shopping, mas o primeiro estabelecimento do tipo foi aberto apenas em 1980, no Rio.

No entanto, segundo especialistas, essas disparidades não devem ser motivo de apreensão. “O que importa é a narrativa. A trama faz um balanço da época, mas não precisa seguir fielmente o que era”, diz o autor do “Almanaque da Telenovela Brasileira”, Nilson Xavier.

O doutor em teledramaturgia pela Universidade de São Paulo (USP) Claudino Mayer concorda. “Essas gafes não atrapalham a história. Mas elas não podem ocorrer com frequência”, alerta.

“Por outro lado, a novela traz um saudosismo e mostra aparelhos que não vemos hoje em dia, o que chama a atenção positivamente”, completa ele, referindo-se a moedores de carne e telefones com fio, por exemplo.

Em nota, a Globo diz que “‘Boogie Oogie’ é uma obra de ficção e, para representar os anos 70, a novela faz associação de elementos da época com adaptações pertinentes”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave