Polícia registra 25 boletins de ocorrência ligados à queda do avião

Segundo a Secretaria de Estado de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP), dez das ocorrências correspondem a danos materiais

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

SP - AERONAVE/QUEDA/SANTOS/CORREÇÃO - GERAL - ATENÇÃO EDITOR: CORREÇÃO DE LEGENDA. Uma aeronave caiu sobre uma academia de ginástica na manhã desta quarta-feira, 13, no bairro do Boqueirão, em Santos. Ainda não há informações sobre vítimas. A área é residencial. O trânsito na região das ruas Vahia de Abreu e Alexandre Herculano está isolado. Viaturas do Corpo de Bombeiros e do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU) já se encontram no local. 13/08/2014 - Foto: GUILHERME DIONíZIO/ESTADÃO CONTEÚDO
SP - AERONAVE/QUEDA/SANTOS/CORREÇÃO - GERAL - ATENÇÃO EDITOR: CORREÇÃO DE LEGENDA. Uma aeronave caiu sobre uma academia de ginástica na manhã desta quarta-feira, 13, no bairro do Boqueirão, em Santos. Ainda não há informações sobre vítimas. A área é residencial. O trânsito na região das ruas Vahia de Abreu e Alexandre Herculano está isolado. Viaturas do Corpo de Bombeiros e do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU) já se encontram no local. 13/08/2014 - Foto: GUILHERME DIONíZIO/ESTADÃO CONTEÚDO

Foram registrados 25 boletins de ocorrência relacionados à queda do avião que caiu com o  ex-candidato à Presidência da República Eduardo Campos, em Santos, litoral paulista. Segundo a Secretaria de Estado de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP), dez das ocorrências são registros de danos materiais.

O impacto da queda ocorrida na última quarta-feira (13) causou a interdição de 13 imóveis, dos quais 11 foram liberados no dia seguinte. O laudo emitido pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas de São Paulo (IPT), que vistoriou as construções, apontou que uma academia e um prédio residencial precisam de reformas para serem liberados. Uma das turbinas do jato chegou a invadir a sala de um dos apartamentos.

Segundo a prefeitura de Santos, a Secretaria de Infraestrutura e Edificações notificará os proprietários para que contratem serviço de engenharia apto a emitir laudo de comprovada segurança estrutural dos imóveis.

Os moradores poderão pedir ressarcimento dos danos à seguradora da empresa aérea, a fabricante americana de aeronaves Cessna. De acordo com a prefeitura, o Procon está fazendo contato com a empresa para garantir a transação.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave