Investigação de lavagem de dinheiro levou à prisão de Abdelmassih

O promotor Luiz Henrique Dal Poz disse que a Polícia Federal chegou ao paradeiro do ex-médico após cruzamento de informações da Promotoria e da própria PF

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O promotor Luiz Henrique Dal Poz disse que a Polícia Federal chegou ao paradeiro do ex-médico Roger Abdelmassih, preso nesta terça-feira (19) depois de três anos foragido, após cruzamento de informações da Promotoria e da própria PF. O Ministério Público investigava suposta lavagem de dinheiro praticada pelo médico.

Abdelmassih, condenado a 278 anos de prisão por 52 estupros e atentado violento ao pudor, foi preso em Assunção, capital do Paraguai.

Segundo o promotor, durante a investigação de pessoas que ajudavam o ex-médico na fuga, surgiu a informação do paradeiro do médico, possivelmente na América do Sul.

Essa investigação apura, segundo ele, suposta falsidade ideológica, falsidade documental e lavagem dinheiro. "Passamos para a PF que é a destinatária legítima para esse tipo de atuação", disse Dal Poz.

"Felizmente, prevaleceu a Justiça. Prevaleceu o trabalho eficiente das instituições. Seja da polícia, seja do Ministério Público. Finalmente, ele vai poder, agora, completar o ciclo da verdadeira Justiça que ele foi investigado, processado e condenado. Agora, vai cumprir a pena que ele foi imposta. Este é o nosso desejo".

Abdelmassih estava foragido desde janeiro de 2011. Condenado em novembro de 2010, ele liderava a lista de procurados da Secretaria da Segurança de Pública de São Paulo. Quem o encontrasse poderia levar R$ 10 mil, o maior valor oferecido pela pasta. A prisão ocorreu no início da tarde desta terça, numa ação da Polícia Federal brasileira e da polícia paraguaia.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave