PSB cogita pernambucano ligado a Campos para ser vice de Marina

A opção por um nome de Pernambuco teria duas funções: engajar o Estado e a máquina eleitoral do partido naquela região e transmitir a ideia de continuidade do legado de Campos

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O PSB pode escolher um pernambucano ligado a Eduardo Campos para ser o companheiro de chapa de Marina Silva. Nas últimas horas, o nome de Danilo Cabral entrou nas cotações para assumir a vaga de vice da ex-senadora.

Marina será oficializada candidata à Presidência da República nesta quarta-feira (20), em Brasília. Danilo Cabral foi secretário de Campos e há anos se destacava como integrante do círculo próximo ao ex-governador, morto na última quarta-feira (13) em um acidente de avião em Santos (SP).

Ligado à família, Cabral tem o apreço da viúva Renata Campos, considerada hoje uma das grandes conselheiras políticas da campanha. Representantes do partido disseram à Folha que a eventual escolha de Danilo Cabral não configura um veto ao deputado Beto Albuquerque (PSB-RS), até agora o mais cotado para o posto.

A opção por um nome de Pernambuco teria duas funções: engajar o Estado e a máquina eleitoral do PSB naquela região e transmitir a ideia de continuidade do legado de Campos.

REUNIÃO

O PSB cancelou a reunião da cúpula do partido nesta terça-feira (19) em Brasília. Isso porque a maior parte das lideranças da legenda, entre elas o presidente nacional, Roberto Amaral, e o secretário-geral da legenda, Carlos Siqueira, permaneceu em Recife após as cerimônias fúnebres de Campos.

Albuquerque também viajou à capital pernambucana nesta terça para as tratativas que definirão o vice de Marina.

Em Brasília, a ex-senadora participou da missa de sétimo dia da morte de Campos.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave