Nova Vara de atuação frente a violência contra a mulher é criada em BH

Diferente das outras três varas existentes sobre o tema, a 16ª Vara irá abarcar desde casos de violência doméstica a questões relacionadas a separação, guarda e pensão alimentícia

iG Minas Gerais | BERNARDO ALMEIDA / ESPECIAL PARA O TEMPO |

Foi apresentada nesta terça-feira (19) a nova vara que irá atuar exclusivamente em casos previstos pela Lei Maria da Penha em Belo Horizonte. A 16ª Vara do Tribunal de Justiça de Minas Gerais já começa a funcionar nesta quarta-feira (20) e irá receber processos das outras três varas sobre o assunto em Belo Horizonte, a fim de desafogá-las e garantir maior rapidez aos processos sobre violência contra a mulher que tramitam atualmente no TJMG.

A 16ª Vara é a quarta do TJMG criada para tratar sobre assuntos relacionados a Lei Maria da Penha, sendo que as outras três são apenas criminais. As 13º e 14ª varas foram criadas em julho de 2009, e a 15º em julho de 2012. Elas funcionam atualmente na avenida Olegário Maciel, diferente da nova vara, que está localizada na rua Curitiba.

A diferença entre a 16ª Vara e as outras três, é que esta nova irá atuar em um campo mais amplo em relação a violência contra a mulher. Ela irá abarcar não apenas casos previstos na Lei Maria da Penha, mas também questões relacionadas a guarda de filhos, separação, pensão alimentícia, entre outros. Por isso ela é considerada uma vara híbrida, já que atuará na área criminal e também na área cível. 

Atualmente, as 13ª, 14ª e 15ª varas acumulam 15 mil processos sobre violência contra a mulher em cada uma, totalizando 45 mil processos ativos. Só no primeiro semestre deste ano, surgiram 600 novos casos em cada vara. Com a nova vara, estes processos serão redistribuídos, o que irá contribuir para desafogar as antigas varas e agilizar o andamento dos processos, sejam eles criminais ou cíveis.

A superintendente da Coordenadoria da Mulher em Situação de Violência Doméstica, Evangelina Castilho, disse que fez a solicitação para que dois novos assistentes e dois novos psicólogos atuem na 16ª vara, ao invés de utilizar profissionais das outras varas.

Além de Castilho, participaram da solenidade de lançamento magistrados, o presidente do TJMG Pedro Carlos Bitencourt Marcondes e a deputada federal Jô Moraes (PCdoB). 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave