Adolescente de 15 anos forja sequestro para passear em BH com amiga

Menina chegou a mandar mensagens para familiares dizendo que estava trancada em um trailler

iG Minas Gerais | CAROLINA CAETANO |

Lorena saiu de casa apenas com um documento de identidade
SUPER CANAL / REPRODUÇÃO
Lorena saiu de casa apenas com um documento de identidade

A menina de 15 anos que estava desaparecida e afirmou à família que havia sido sequestrada em Inhapim, no Vale do Rio Doce, e levada para o Rio de Janeiro foi encontrada passeando em Belo Horizonte. A informação foi confirmada pelo pai da adolescente na manhã desta terça-feira (19).

Segundo  Jadir Antônio dos Santos, a filha foi encontrada no último fim de semana. “Tentamos contato no celular dela e uma senhora atendeu dizendo que minha filha estava bem”, contou Santos.

Poliana Oliveira Santos sumiu na última terça-feira (12) ao sair de casa para fazer inscrição em um curso de manicure. Durante os dias que esteve desaparecida, a menor chegou a mandar mensagens de texto para os familiares contando que estava trancada dentro de um trailer com outras duas meninas, que seriam de São Paulo. A adolescente chegou a afirmar que estava passando fome e sede. 

“Ela saiu da cidade com uma amiga e pegou carona. Não foi obrigada por ninguém. A mãe dela foi até Belo Horizonte para buscá-la e elas estão em outra cidade. Está tudo bem, mas fiquei decepcionado com a mentira. Agora, ela deve morar com a mãe”, desabafou o pai.

Na última semana, a delegada de Inhapim, Tatiana Neves, descartou a possibilidade de sequestro e afirmou que já tinha informações que a jovem estava em Santa Luzia, na Grande BH.

“É muito difícil um sequestrador não ver que a vítima está com um celular mandando mensagens para a família. Além disso, em todos esses dias de desaparecimento, o aparelho telefônico não descarregou”, explicou a Tatiana na ocasião.

Poliana ainda não foi ouvida pela polícia.

Leia tudo sobre: INHAPIMSEQUESTROADOLESCENTERIO