Terças Poéticas homenageia Raduan Nassar e Rui Santana

Carioca Jorge Viveiros fala sobre seu trabalho à frente da editora 7Letras e da sua carreira de escritor

iG Minas Gerais | gustavo rocha |


Jorge Viveiros tenta se dividir entre a editora e a rotina de escritor
Vitoria Rabello / Divulgacao
Jorge Viveiros tenta se dividir entre a editora e a rotina de escritor

O projeto Terças Poética recebe hoje, na Casa Una de Cultura, o carioca Jorge Viveiros, que vai falar sobre sua trajetória à frente da editora 7Letras e também prestará uma homenagem ao escritor Raduan Nassar.

“Eu escolhi homenagear ele (Nassar) por conta de uma questão formal, porque me identifico com sua escrita. Seu estilo musical de compor as frases. E também tenho essa preocupação quase artesanal de escrever, muito embora, não tenha nada tão parecido com ele. O Raduan não coloca nem ponto final em suas frases”, exalta Viveiros.

A homenagem ao autor de “Um Copo de Cólera” e “Lavoura Arcaica” se dará de maneira bastante relaxada, sem grandes formalidades. “Eu vou falar com o pessoal, assim como estou falando com você. Eu não sou especialista na obra do Raduan, aliás, a pessoa que quiser saber mais que vá ler os livros dele”, aconselha.

“Eu poderia homenagear uns mil autores, mas escolhi ele porque acredito que o público mais jovem, talvez, não o conheça. Afinal, ele deixou de escrever e se isolou do mundo, resolveu não jogar esse jogo das editoras, quando os escritores precisam ser performáticos para além de suas obras”, pontua Viveiros.

Por falar em editora, parte da fala de Viveiros será sobre sua atuação à frente da 7Letras, que já tem 20 anos de atuação no mercado editorial “Lado B”. “Eu criei uma editora porque queria publicar meu primeiro livro e, depois disso, eu deixei minha produção de escritor em segundo plano e me dedico diariamente aos livros alheios”, revela o autor que publicou “A Invenção do Amor”, no ano passado.

Em sua trajetória, a 7Letras editou mais de mil livros e foi precursora num formato de publicação que busca atender às demandas dos autores, com tiragens menores. “Eu comecei a ser procurado por muitos autores com esse perfil. Gente que queria publicar e até então não tinha como. Principalmente, um pessoal da poesia. E a editora cresceu e alguns autores que nós lançamos ficaram conhecidos, como João Paulo Cuenca, Amilcar Bettega, André Sant’Anna e Tatiana Salem Levy”, cita.

Além de Viveiros, o Terças Poéticas terá a participação do multiartista Marcelo Xavier, que irá lembrar a obra do artista plástico Rui Santana (1960-2008).

Agenda

O quê. Terças Poéticas

Quando. Hoje, às 19h

Onde. Casa Una de Cultura (rua Aimorés, 1.451, Lourdes)

Quanto. Entrada franca

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave