Grupo rouba R$ 759 mil de príncipe saudita em Paris

Polícia francesa diz que ataque a comboio foi ‘bem inédito’

iG Minas Gerais |

Vítima. Príncipe saudita é o 26º homem mais rico do mundo, segundo a “Forbes”, com US$ 26 bi
Farah Abdi Warsameh
Vítima. Príncipe saudita é o 26º homem mais rico do mundo, segundo a “Forbes”, com US$ 26 bi

Paris, França. A comitiva de um príncipe saudita foi atacada no domingo à noite em Paris, na França, por um grupo de homens armados que roubou € 250 mil (R$ 759 mil) e conseguiu fugir, informou a polícia. A escolta do príncipe Al-Waleed bin Talal bin Abdulaziz al-Saud, um sobrinho do rei Abdullah, havia deixado o hotel Georges V – Champs Elysées, um dos mais luxuosos da cidade, e seguia para o aeroporto de Le Bourget, 15 km ao norte da capital francesa, quando foi assaltada na saída de Paris.

Além do dinheiro, documentos da embaixada da Arábia Saudita, considerados importantes, também foram levados pelos assaltantes. A representação saudita em Paris não comentou o caso. “O prejuízo declarado é de € 250 mil”, afirmaram fontes policiais, acrescentando que o ataque não deixou feridos.

O local do incidente, Porte de la Chapelle, é um dos poucos lugares em Paris que não é filmado por câmeras de vigilância, e a polícia acredita que os ladrões sabiam disso. Além disso, de acordo com relatos policiais, os assaltantes pareciam saber do itinerário dos carros. Dirigindo dois carros BMW sem placa, eles forçaram o comboio a parar e só assaltaram o veículo da comitiva que estava com o dinheiro e com os documentos.

Os criminosos – de cinco a oito pessoas – estavam com fuzis Kalashnikov, mas não fizeram disparos durante o assalto, e ninguém foi ferido durante a ação do grupo, informou uma fonte policial à Reuters, acrescentando que a investigação ainda está em curso.

Os criminosos chegaram a fazer reféns, mas os libertaram mais tarde juntamente com um carro roubado do comboio e uma das BMW usadas no assalto.

“Foi um roubo bastante inédito. Pelo que observamos estavam bem-informados. O ‘modus operandi’ é bastante insólito”, completou a fonte policial.

Até agora, nenhum criminoso foi detido.

Príncipe. O príncipe Al-Waleed bin Talal bin Abdulaziz al-Saud foi considerado uma das cem pessoas mais influentes do mundo pela revista “Times”, em 2008. Ele é o fundador e dono de 95% da empresa Kingdom Holding Company, especializada em investimentos bancários, serviços financeiros, aviação etc. Com fortuna estimada em US$ 26 bilhões, ele foi cotado como o 26º homem mais rico do mundo pela revista “Forbes” no último ano.

Intenção

Espionagem. A primeira ação dos investigadores é descobrir se o objetivo do roubo era ter acesso ao dinheiro ou aos documentos levados.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave