Polícia Federal combate fraude no financiamento de imóveis da Caixa

Foram cumpridos 44 mandados judiciais, sendo 19 de busca e apreensão, 18 de condução coercitiva e sete de comunicações de suspensão da função pública

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

A Polícia Federal faz a Operação Cartago, com o objetivo de desarticular fraudes no financiamento de imóveis da Caixa Econômica Federal no Maranhão, informou o site da PF na manhã desta segunda-feira, 18. As fraudes encontradas nas agências do banco totalizaram movimentações superiores a R$ 500 milhões.

Foram cumpridos 44 mandados judiciais, sendo 19 de busca e apreensão, 18 de condução coercitiva e sete de comunicações de suspensão da função pública. Participaram da operação 121 policiais federais.

A investigação apurou que empregados da Caixa criaram empresas fictícias em nome de parentes. Essas empresas passaram a ser contratadas pelo banco para prestar serviços como correspondentes bancários imobiliários. Embora fossem realizados diretamente pelos clientes os contratos, mencionavam as empresas como intermediárias. Essa situação rendia o pagamento indevido de comissões.

Escritórios de atendimento foram montados no interior das agências bancárias, utilizando espaço físico, mesas, cadeiras e até computadores da Caixa. Os empregados dessas empresas chegaram a ter acesso às senhas restritas aos empregados do banco.

Em uma única agência da Caixa, diz a PF, durante o ano de 2010, verificou-se que todos os contratos de financiamento firmados eram fraudulentos.

Os suspeitos de envolvimento podem responder pelos crimes de gestão fraudulenta, estelionato, peculato, corrupção passiva, corrupção ativa, advocacia administrativa, violação de sigilo funcional, inserção de dados falsos e sonegação.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave