'A grande liderança do partido é Renata Campos', diz Amaral

Presidente nacional do PSB afirmou que viúva do ex-governador de Pernambuco ainda resiste à ideia de ser vice

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Em um tumultuado evento no Recife, o novo presidente nacional do PSB, Roberto Amaral, disse que Renata, a viúva de Eduardo Campos, é a "grande liderança" do partido atualmente.

O evento desta segunda-feira (18), um dia após o sepultamento do ex-governador de Pernambuco e aniversário de 47 anos de Renata, foi convocado pela própria para mostrar a manutenção do projeto de Campos de eleger seu sucessor.

Renata chegou ao local do encontro sob muitos aplausos e gritos de "Renata, vice" e "Guerreira". Desde que seu marido morreu e Marina Silva foi confirmada como cabeça da chapa nacional, o nome da ex-primeira-dama de Pernambuco começou a ganhar força como possível vice.

"A grande liderança do partido hoje é Renata Campos. Peço que Renata esteja sempre conosco", disse Amaral, que assumiu a presidência do partido no lugar de Campos.

Vestida com uma blusa amarela e um adesivo com o rosto de Campos no peito, Renata ficou de pé no palco, na primeira fila, com os filhos mais velhos atrás.

Mais cedo, o único irmão de Eduardo Campos, o advogado Antônio Campos, disse que a cunhada "ainda resiste" à ideia de ser vice.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave