Planos mensais de compra vão de vinhos a produtos de beleza

Sistema de compra por assinatura diversifica produtos e atrai consumidores pela comodidade

iG Minas Gerais | Janine Horta |

Wilson e Letícia recebem duas garrafas por mês com a assinatura
DENILTON DIAS / O TEMPO
Wilson e Letícia recebem duas garrafas por mês com a assinatura

Já se foi o tempo em que fazer uma assinatura era contratar um serviço de internet, TV a cabo, telefone, ou receber em casa revistas e jornais. Hoje, o mundo das assinaturas alcança quase todo tipo de produto, de vinhos a produtos para crianças, passando por cervejas, cafés, pães, cosméticos, flores, ração para cachorro, numa lista que vai surgindo conforme a necessidade do consumidor e a criatividade dos empresários.  

E criatividade é o que não falta no negócio de Paulo Emílio Vaz, que administra a Oh! Minas, empresa de assinaturas de produtos mineiros. O kit principal é composto por uma bebida (cachaça, cerveja ou licor), um tira-gosto (linguiça defumada, queijo provolone defumado etc), um produto de artesanato (paninhos, cabacinhas etc), um tempero e um doce. “Apesar de a cachaça ser o pedido principal entre as bebidas, Minas Gerais está se tornando um polo cervejeiro, por isso, incluí marcas como a Walls e Backer”, diz Paulo Vaz.

Vaz adquiriu recentemente a Oh! Minas de seus idealizadores e agora está reestruturando o site, para atender melhor os clientes. “Mas o atendimento continua durante a reestruturação. Temos hoje 120 assinaturas, em todo o país. Há um enorme potencial para a expansão do negócio, pois muitos querem ter um pouco de Minas Gerais em casa”, declara.

Nos planos da reestruturação está a inclusão do pão de queijo e do queijo artesanal mineiro. “Vamos desenvolver, inclusive para exportação, uma embalagem que possa fazer o transporte do produto congelado”, explica Vaz. O cliente paga uma taxa mensal de R$ 49,90 para receber os kits.

Vinhos. Assinatura de vinhos tem feito sucesso. Em Belo Horizonte, a veterinária Letícia Candian gosta de apreciar os vinhos da assinatura feita há um ano por seu pai, o projetista elétrico Wilson Candian. “Nós bebemos juntos à noite, de vez em quando, ao chegarmos do trabalho. É muito bom para relaxar”, conta Letícia. O pai de Letícia paga R$ 99 por mês para receber duas garrafas. Ele recebe também uma revista com a relação de vinhos com várias sugestões, de todos os preços e de diversos países. “Estamos fazendo uma coleção”, completa.

Em São Paulo, a tradutora Cecília Santos fez uma assinatura há três meses, de R$ 70, e recebe dois vinhos por mês em casa. “Como não sei nada de vinhos, é uma oportunidade de experimentar e conhecer, sem ter que ir a uma loja escolher”, afirma Cecília.

Pãozinho de sal é entregue diariamente a partir das 6h Belo Horizonte já tem um serviço de “assinatura” de pães. A Pão da Manhã, empresa aberta no ano passado no bairro Santa Tereza, atende residências e empresas e já faz entregas até na cidade de Santa Luzia. A produção não é própria. A Pão da Manhã compra de três padarias parceiras e entrega o pão quentinho em casa. O preço varia conforme o pedido, que pode ser desde um único pão, até um café da manhã completo. Para a entrega de um pão todos os dias, a partir das 6 horas, de segunda a sexta, durante um mês, a assinatura custa R$ 30. Dois pães de sal, R$ 45. Para assinar é preciso entrar no site (www.paodamanha.com.br) e preencher um formulário. “Para entrega fora de Belo Horizonte, a quantidade tem que compensar”, diz um dos sócios, André Couto.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave