Atlético cochila no fim e cede empate ao Figueirense

Equipe alvinegra segurou a vitória até os 46 minutos do segundo tempo, mas acabou pecando em mais um lance de bola parada

iG Minas Gerais | GUSTAVO ROCHA |

SC - FIGUEIRENSE X ATLÉTICO-MG / CAMPEONATO BRASILEIRO - ESPORTES - Partida entre Figueirense X Atlético-MG na noite neste domingo pela 15ª rodada da série A do Campeonato Brasileiro 2014 no estádio Orlando Scarpelli. 17/08/2014 - Foto: EDUARDO VALENTE/FRAME/FRAME/ESTADÃO CONTEÚDO
ESTADÃO CONTEÚDO
SC - FIGUEIRENSE X ATLÉTICO-MG / CAMPEONATO BRASILEIRO - ESPORTES - Partida entre Figueirense X Atlético-MG na noite neste domingo pela 15ª rodada da série A do Campeonato Brasileiro 2014 no estádio Orlando Scarpelli. 17/08/2014 - Foto: EDUARDO VALENTE/FRAME/FRAME/ESTADÃO CONTEÚDO

Contrariando a baixa temperatura no estádio Orlando Scarpelli, Figueirense e Atlético fizeram um jogo pegado e cheio de emoções. Pior para o Galo que tinha a vitória até os 46 minutos do segundo tempo e sofreu o empate no apagar das luzes. Assim, a equipe perdeu a oportunidade de ficar apenas um ponto atrás do Fluminense, quarto colocado.

Sem sentir a pressão da torcida, o Galo tocava bem a bola, mas não chegava próximo à área do gol defendido por Tiago Volpi. Em sua primeira chance, aos 7 min, Dátolo tocou por cobertura e consolidou cruzamento de Jô pela esquerda, abrindo o placar.

O Galo seguia soberano no jogo. Destaque para a estreia de Rafael Carioca, que formou boa dupla com Josué. O Figueira, por sua vez, não tinha imaginação para construir suas jogadas ofensivas. Em um minuto, porém, dois lances transformam o primeiro tempo seguro do time visitante.

No primeiro deles, Pedro Botelho, outro destaque da vitória alvinegra, fez precioso cruzamento para Tardelli desperdiçar, cara a cara, uma chance de ouro ao bater no meio do gol, em cima do goleiro. Maicosuel driblou o zagueiro dentro da área e reclamou ter sido calçado, num provável pênalti, na sequência da jogada. Logo depois, aos 24 min, no contra ataque, Jean Carlos recebeu bom lançamento dentro da área, girou para cima de Jemerson e cruzou. A bola parecia tranquila, pois Léo Silva e Marcos Rocha se encontravam seguros na jogada, mas daí  o zagueiro, capitão do time, deu um biquinho sem intenção e mandou para o fundo do próprio gol.     

O jogo seguiu disputado e sem grandes emoções até o intervalo.

A conversa de vestiário animou o Figueirense, que quase conseguiu a virada em dois lances criados por Claytinho, que entrou bem, no lugar de Marco Antônio.

Com seu elenco melhor, o Galo acalmou os ânimos da partida – não ainda sem passar por alguns apuros – e Alex Silva, substituto de Marcos Rocha que saiu por contusão, fez fila pela ponta direita e foi derrubado dentro área. Pênalti claro, aos 27 min. Tardelli deslocou o goleiro ao bater no canto direito e colocou o Galo novamente na frente.

Na base da pressão, o Figueira conseguiu chegar ao gol de empate já nos acréscimos, com o atacante Clayton, que finalizou após bate e rebate dentro da área do Galo. 

Leia tudo sobre: atleticogalofigueirenseempatefutebol