Corpo de Eduardo Campos é sepultado no Cemitério de Santo Amaro

Restos mortais foi enterrado ao lado do túmulo que o seu avô, Miguel Arantes, que atuou na política como prefeito de Recife

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

PE - EDUARDO CAMPOS/VÍTIMAS/TRAGÉDIA/RECIFE - CIDADES - Caixão com os restos mortais de Eduardo Campos deixa o Palácio Campo das Princesas, sede do governo de Pernambuco, e segue em cortejo para o Cemitério Santo Amaro, onde será sepultado. O veículo seguirá pela Ponte Princesa Isabel, Rua da Aurora, Avenida Mário Melo e Rua Treze de Maio. O ex-governador de Pernambuco, que concorria à Presidência da República pelo PSB, morreu em um acidente aéreo em Santos ao lado de outras seis pessoas. 17/08/2014 - Foto: ERNESTO CARRIÇO/AGÊNCIA O DIA/AGÊNCIA O DIA/ESTADÃO CONTEÚDO
ESTADÃO CONTEÚDO
PE - EDUARDO CAMPOS/VÍTIMAS/TRAGÉDIA/RECIFE - CIDADES - Caixão com os restos mortais de Eduardo Campos deixa o Palácio Campo das Princesas, sede do governo de Pernambuco, e segue em cortejo para o Cemitério Santo Amaro, onde será sepultado. O veículo seguirá pela Ponte Princesa Isabel, Rua da Aurora, Avenida Mário Melo e Rua Treze de Maio. O ex-governador de Pernambuco, que concorria à Presidência da República pelo PSB, morreu em um acidente aéreo em Santos ao lado de outras seis pessoas. 17/08/2014 - Foto: ERNESTO CARRIÇO/AGÊNCIA O DIA/AGÊNCIA O DIA/ESTADÃO CONTEÚDO

O caixão que carrega os restos mortais do candidato à Presidência da República Eduardo Campos, morto no acidente aéreo na quarta-feira (13), em Santos, no litoral paulista, foi sepultado por volta de 18h30, deste domingo (17), no Cemitério de Santo Amaro, Recife.

O corpo foi enterrado ao lado do túmulo do seu avô, Miguel Arantes, que atuou na política como prefeito de Recife, deputado estadual, federal e três vezes governador de Pernambuco. Arantes morreu há nove anos por complicações infecção pulmonar e parada de rins.

Corpo foi sepultado sob os olhares de tristeza da população, que aplaudiu durante todo trajeto. Após a despedida, filhos e viúva de Campos se abraçam durante queima de fogos. Cerimônia foi acompanhada por mais de 160 mil pessoas. 

Velório 

Os restos mortais do ex-governador chegou a Recife, na noite de sábado (16), e foi recebido pela viúva Recata Campos, que estava acompanhada da ex-senadora Marina Silva. O velório teve início durante a madrugada deste domingo (17), no Palácio Campos das Princesas, sede do governo local.  

Os familiares velaram Eduardo Campos e seus assessores até o fim da tarde. As urnas fúnebres foram cobertas por bandeiras. A de Campos tem, além de um porta-retratos com uma foto dele, as bandeiras do Brasil, de Pernambuco e do PSB.

Durante a madrugada, maracatus reverenciaram as vítimas do acidente. Ao amanhecer, um grupo que usava chuteiras e meiões parou por alguns minutos diante do caixão de Eduardo Campos.

Autoridades

Participaram da missa a presidente e também candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT), o também candidato à presidência Aécio Neves (PSDB), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e também presidenciável Marina Silva, o governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB). Além deles, Alexandre Padilha (PT) e José Serra também compareceram.

Marina Silva

Candidata a vice na chapa de Campos, Marina Silva acompanhou a família do ex-governador durante todo o trajeto, desde a Base Aérea de Recife. Às três horas da madrugada, a ex-senadora ainda permanecia no palácio com diversos assessores. "Marina tem muita resistência", disse um deles.

Na quarta-feira (20), o PSB deve oficializar em Brasília o nome de Marina como cabeça da chapa ao Palácio do Planalto. Entre os gritos para Eduardo Campos, pode-se ouvir um sonoro "Marina, Marina, Marina" assim que os carros dos Bombeiros chegaram ao Campo das Princesas.

Atualizada às 18h57 

 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave