Após 14 ataques contra EI, jihadistas perdem controle de Mossul

A operação incluiu ataques, bombardeios e o uso de aviões pilotados por controle remoto nos arredores da represa; ataques foram realizados 'sob a autoridade de apoiar os esforços humanitários no Iraque'

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Neste domingo (17), forças militares norte-americanas realizaram 14 ataques contra o Estado Islâmico (EI) no Iraque para tirar a represa de Mossul das mãos de jihadistas, relatou o Comando Central dos Estados Unidos em um comunicado.

A operação incluiu ataques, bombardeios e o uso de aviões pilotados por controle remoto nos arredores da represa.

Os ataques foram realizados "sob a autoridade de apoiar os esforços humanitários no Iraque e para proteger pessoas e instalações americanas" e para apoiar as forças de segurança iraquianas e curdas, que estão trabalhando em conjunto para lutar contra o Estado Islâmico, disse o Comando Central.

Os ataques danificaram dez veículos armados do EI, sete Humvees (veículo utilitário militar), dois veículos blindados e um posto de controle.

Com capacidade de vários milhões de metros cúbicos e localizada a 23 quilômetros a sudoeste da cidade de Dohuk, na região do Curdistão, a represa de é uma das principais reservas estratégicas de água no Iraque.

AGÊNCIA FOLHAPRESS

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave