Santos joga as fichas em Robinho para superar Cruzeiro

Em busca de reação no campeonato, equipe praiana espera que "Rei das pedaladas" consiga parar o ímpeto celeste no Mineirão

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Robinho retomou bem a sua trajetória com a camisa do Santos
RICARDO SAIBUN/ SANTOS FC
Robinho retomou bem a sua trajetória com a camisa do Santos

O Santos acredita no efeito Robinho para superar o líder Cruzeiro e iniciar a reação rumo ao topo da tabela de classificação, neste domingo, às 16 horas, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, pela 15.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O atacante, emprestado por um ano pelo Milan, retornou à Vila Belmiro quatro anos depois da última passagem pelo clube, foi o melhor em campo nos dois primeiros jogos e muda o patamar do time, que já é apontado como candidato a títulos.

"Robinho contagia", definiu o treinador Oswaldo de Oliveira após a vitória por 2 a 0 contra o Londrina, na última quinta-feira, na Vila Belmiro. O ídolo repatriado para ocupar o vazio deixado por Neymar, vendido ao Barcelona no ano passado, fez o primeiro gol, deu passe para o segundo, marcado por Rildo, pedalou, distribuiu dribles e fez até com que Leandro Damião e Thiago Ribeiro já jogassem melhor, embora não tenham marcado gol. Empolgado, Robinho promete atingir a forma ideal em três jogos. "Ainda estou um pouco atrasado fisicamente".

Com o bom início de Robinho, até aumentaram a paciência do torcedor e a confiança de Oswaldo de Oliveira em Leandro Damião, elogiado por ter feito o pivô para o gol de Robinho, após o chileno Mena cobrar lateral, e por ter mandado a bola na trave em uma tentativa de gol de bicicleta.

"Atacante é de lua, tem fase. Acompanho futebol desde os anos 60 e já vi mais de 100 atacantes. Lembro de muitos que eram chamados de caneludos, mas fizeram muitos gols e ficaram ricos. Não tenho dúvida de que Damião é fazedor de gol, artilheiro, mas passa por momento difícil técnica e psicologicamente por tudo que envolveu a sua transação (custou R$ 42 milhões, na maior transferência interna da história do futebol brasileiro), mas trabalha seriamente e vai reagir", disse o treinador.

Leandro Damião foi contratado do Internacional em dezembro do ano passado, estreou na sexta rodada da fase de classificação do Campeonato Paulista na vitória por 2 a 1 com o Linense, em Lins, em 6 de fevereiro, marcou o primeiro gol em 20 do mesmo mês, no triunfo por 2 a 0 contra o Atlético Sorocaba, e o último em 30 de março, na virada por 3 a 2 diante do Penapolense. Em 20 jogos anotou cinco gols, todos no Paulistão.

Outra novidade do Santos será o retorno de Edu Dracena para corrigir os defeitos da zaga, que falhou em jogadas de bolas altas na área nas derrotas contra Londrina, no Paraná, Internacional, em Porto Alegre, e Corinthians, na Vila Belmiro. "Está decidido que a marcação a partir de agora deixa de ser por zona e passa a ser individual. Cada jogador fica encarregado de marcar um adversários nas jogadas de bolas aéreas", disse o capitão.

Edu Dracena operou o joelho esquerdo pela segunda vez em 15 de janeiro, voltou no segundo tempo contra o Londrina e neste domingo começa como titular, em substituição ao suspenso David Braz, formando dupla com Bruno Uvini. Sem Alison, que foi expulso contra o Corinthians, Oswaldo de Oliveira já decidiu que Alan Santos será o volante de marcação.

Leia tudo sobre: santosrobinhocruzeiromineirofutebol