PSB vai lançar Marina como candidata à presidência no lugar de Campos

Em entrevista à Folha de São Paulo, novo presidente do partido, Roberto Amaral, disse que Beto Albuquerque deve ser o vice

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

undefined

O atual presidente do PSB, Roberto Amaral, disse à Folha de São Paulo que Marina Silva concordou em assumir a candiatura à presidência do lugar de Eduardo Campos. Segundo Amaral, Marina deve ser anunciada oficialmente nesta quarta-feira (20).

No momento, o partido discute quem será o vice que formará a chapa. O deputado gaúcho Beto Albuquerque, atual candidato ao senado, é o mais cogitado para a vaga.

Amaral disse ainda na entrevista que em respeito à memória de Campos, o anúncio oficial da nova chapa será somente três dias após o enterro, programado para este domingo (17), em reunião nacional do PSB.

A decisão de Marina aceitou se candidatar somente depois que a família de Campos manisfestou em público o apoio da substituição.

Roberto Amaral, ex-ministro da Ciência e Tecnologia do governo Lula, vistou Marina Silva na tarde dessa sexta-feira (15), onde firmaram a decisão.

Marina sinalizou ao PSB que aceitará as decisões do partido, sendo respeitar os acordos regionais fechados à sua revelia, em estados como São Paulo e Rio de Janeiro, e incorporar o discurso desenvolvimentista. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave