Mancini faz testes e esconde formação do Botafogo

No treino desta sexta-feira, o técnico botafoguense experimentou dois times e deixou a dúvida no ar sobre qual vai escolher contra o Fluminense

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Treinador começou trabalho para estreia do time no Brasileirão, diante do São Paulo
Reprodução Facebook Botafogo
Treinador começou trabalho para estreia do time no Brasileirão, diante do São Paulo

O técnico Vagner Mancini decidiu apostar no mistério e não confirmou a escalação do Botafogo para o clássico com o Fluminense, domingo, em Brasília, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. Nesta sexta-feira, em treinamento fechado, ele testou duas formações e não revelou qual delas começará jogando.

A dúvida de Mancini é se escala um time com três volantes, com a entrada do jovem Sydney, ou outra mais ofensiva com Ferreyra no ataque. "No treinamento acabei fazendo duas formações e vou optar por uma delas. Uma com Ferreyra e mais um no meio e outra com Sidney no meio-campo e dois atacante de velocidade à frente. Que nos dão chance de ter mais velocidade", afirmou.

Mancini também comentou o que a entrada de Ferreyra no lugar do suspenso Emerson Sheik interfere no Botafogo. "O Tanque me dá, se for escolhido, a possibilidade do jogo aéreo, com a bola mais esticada. Embora não tenha técnica refinada, é lutador, guerreiro, pode servir de pivô, ganho muito grande na bola aérea. Teve altos e baixos no ano, mas está sempre brigando por espaço. Eventualmente não tem entrado nos jogos pela maneira que a equipe tem jogado", disse.

Em comparação com o Fluminense, que foi eliminado da Copa do Brasil com uma surpreendente derrota por 5 a 2 para o América de Natal, o Botafogo teve uma semana mais tranquila, incluindo o pagamento de salários atrasados aos jogadores. Para Mancini, porém, o rival continua sendo o favorito para o clássico.

"O Botafogo teve uma boa notícia essa semana, mas tem muita coisa a ser organizada e reajustada. O Fluminense apesar de ter sido eliminado, vem brigando, está perto do Cruzeiro, joga junto a mais tempo, está mais arrumado. O Fluminense é favorito e o Botafogo sabe que em clássico tudo pode acontecer. Vamos tentar nos superar nos quesitos em que estamos abaixo deles, porventura", disse.

Leia tudo sobre: botafogotreinofutebolmancinitecnico