Briga interna no PSB fez irmão de Campos divulgar carta

Antonio optou pela carta como forma de "marcar posição" diante da pressão que se instalou no PSB após a morte do candidato do partido

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Fontes próximas à família de Eduardo Campos disseram ao Broadcast Político, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, que a disputa interna no partido em torno da substituição da cabeça de chapa fizeram com que o irmão de Campos, o advogado e escritor Antonio Campos, divulgasse uma carta nesta quinta-feira (14), defendendo abertamente que a vice Marina Silva assuma a candidatura.

Antonio optou pela carta como forma de "marcar posição" diante da pressão que se instalou no PSB após a morte do candidato do partido à Presidência da República. De acordo com pessoas próximas ao convívio da viúva Renata Campos e de Antônio, é improvável que o irmão e a mulher de Campos se coloquem à disposição para compor a chapa com Marina. Renata vive um momento de fragilidade emocional e está mais preocupada em dar apoio aos cinco filhos do casal.

Ainda de acordo com as fontes, Antonio Campos não teria postulado ser vice de Marina, mas defende que o indicado seja alguém do grupo político de seu irmão. Na avaliação de Antonio, afirma a fonte, o líder do PSB na Câmara dos Deputados, Beto Albuquerque (RS), e o coordenador do programa de governo da coligação, o ex-petista Maurício Rands, seriam nomes que se enquadrariam neste perfil.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave