Rollemberg descarta ser vice-presidente pelo PSB

"A decisão sobre o restante da chapa só vai ocorrer após o sepultamento do Campos", disse

iG Minas Gerais | Da Redação |

O líder do PSB no Senado e candidato do partido ao governo do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg (DF), descartou a possibilidade de ser o vice-presidente na chapa do partido. Em entrevista ao Broadcast Político, serviço em tempo real da Agência Estado, Rollemberg defendeu novamente o nome de Marina Silva como candidata da coligação na disputa ao Palácio do Planalto, após a morte na quarta-feira, 13, do presidenciável Eduardo Campos em um acidente aéreo em Santos (SP). "A questão da Marina ser a candidata é natural, mas a decisão sobre o restante da chapa só vai ocorrer após o sepultamento do Campos", disse. "Fico até lisonjeado com a lembrança do meu nome mas sou candidato ao governo do Distrito Federal", completou. O candidato ao governo de Brasília disse que não sabia da reunião da Executiva Nacional do PSB, convocada pelo presidente em exercício do partido, Roberto Amaral, para a próxima quarta-feira, 20, para decidir se a legenda terá candidato a presidente da República e quem será o substituto de Campos. A reunião deve ocorrer em Brasília. Rollemberg, que está em Brasília, viaja esta tarde para São Paulo para conversar com dirigentes do partido e acompanhar os desdobramentos dos exames necessários para a liberação dos corpos de Campos e das outras seis pessoas que morreram no acidente. Ele segue depois, no domingo, 17, para Recife (PE), para participar do sepultamento do então candidato a presidente pelo partido. O socialista não quis comentar o resultado da pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira, 15, na qual aparece em empate técnico no segundo lugar nas intenções de voto ao governo do DF. O líder é o ex-governador José Roberto Arruda (PR), ameaçado de ser barrado pela Lei da Ficha Limpa, com 35%, seguido pelo atual governador e candidato à reeleição, Agnelo Queiroz (PT), e de Rollemberg, com 13%. Como a margem de erro da pesquisa é de quatro pontos percentuais para mais ou para menos, Agnelo e o candidato do PSB estão tecnicamente empatados. "Não comento pesquisa, mas estou muito animado", afirmou.  

Leia tudo sobre: eduardo camposcamposrollembergvice-presidentecandidatonega