Levir aposta em 'estilo acadêmico' de Rafael Carioca contra o Figueira

Treinador espera que a entrada do novo reforço atleticana dê mais qualidade ao meio campo do Galo

iG Minas Gerais | FERNANDO ALMEIDA E THIAGO PRATA |

Rafael Carioca foi apresentado no Atlético na última quarta-feira e fará a sua estreia neste domingo
BRUNO CANTINI/ATLÉTICO
Rafael Carioca foi apresentado no Atlético na última quarta-feira e fará a sua estreia neste domingo

O Atlético entrará em campo contra o Figueirense, neste domingo, com uma importante novidade. Recém-contratado pela diretoria alvinegra, o volante Rafael Carioca será acionado na vaga do lesionado Pierre e a esperança é que finalmente o time atleticano melhore na ligação da defesa para o ataque.

O técnico Levir Culpi rotulou o estilo de Rafael como 'acadêmico' e comentou, com cautela, as mudanças que esta alteração na equipe pode fazer.

"O Rafael pode acrescentar uma qualidade técnica ao meio-campo, estilo diferente do Donizete, Josué e Pierre, estilo mais acadêmico. Pode fazer bem ou mal, vamos ver, tem que ter sequência para alcançar o resultado", disse Levir Culpi.

O otimismo é visível na fala do comandando, assim como as ressalvas inseridas em seu discurso. O medo de Levir é que com a saída de Pierre a equipe perca o jeito feroz na marcação, apesar da teórica melhora no passe.

"Vou ser sincero. Acho que a gente precisa um pouco mais de qualidade do meio dos volantes para ligar para o ataque. Mas daqui a pouco pode ser que a gente sinta falta do Pierre, Donizete, que o Josué também tem", comentou o treinador.

"Mudar de estilo é diferente, às vezes prejudica o andamento do jogo. Mas vamos ver como o Rafael vai se encaixar, se fica mais solto e com passe melhor. Continuidade nos dá resultado melhor", completou.

Para ajudar na marcação, o técnico manteve Josué no meio campo e poderá prender mais um dos laterais com o intuito de facilitar as saídas de Rafael Carioca. A equipe titular, com isto, tende a ter: Victor; Marcos Rocha, Jemerson, Leonardo Silva e Pedro Botelho; Josué, Rafael Carioca, Dátolo, Maicosuel e Diego Tardelli; Jô.

Leia tudo sobre: atleticogalorafael cariocalevir culpipassetoque de bolapierrejosué