Economia tem pior 1º semestre do governo Dilma

Pela série observada, houve expansão de 0,13% de janeiro a junho de 2014 na comparação com o mesmo período do ano passado

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Dilma se irrita com protesto em evento em Tocantins
AP Photo/Eraldo Peres
Dilma se irrita com protesto em evento em Tocantins

A economia brasileira teve o pior primeiro semestre do governo Dilma Rouseff, conforme o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), divulgado na manhã desta sexta-feira, 15, pela instituição. Pela série observada, houve expansão de 0,13% de janeiro a junho de 2014 na comparação com o mesmo período do ano passado.

Pelo mesmo critério, o aumento do ritmo da atividade foi de 3 41% na primeira metade de 2013 ante igual temporada de 2012. Já nos primeiros seis meses de 2012, o avanço da economia foi de 0 36%. No início do governo Dilma, o país registrou crescimento de 4,35% pelo IBC-Br sem ajuste sazonal.

O IBC-Br serve como parâmetro para avaliar o ritmo da economia brasileira ao longo dos meses e o indicador é usado por analistas de mercado para ajudar a prever o resultado do Produto Interno Bruto (PIB). No próximo dia 29, o IBGE divulgará o resultado das Contas Nacionais do segundo trimestre do ano.

Leia tudo sobre: EconomiasemestreDilma RousseffBanco Central. índiceNegativoBrasil