Datafolha vai aferir votos de ex-ministra

O diretor do instituto, Mauro Paulino, explicou que a pesquisa quer saber qual o impacto emocional do acontecimento

iG Minas Gerais | Guilherme Reis |

Dos principais institutos de pesquisa do país, apenas o Datafolha registrou uma consulta pública imediatamente após a morte de Eduardo Campos (PSB). Vox Populi e Ibope vão esperar a definição de quem será o substituto na chapa.  

Após o acidente envolvendo o socialista, o Datafolha registrou, às 18h, pesquisa para consultar em quem o eleitor votaria sem o socialista. No questionário, foram considerados cenários com e sem Marina Silva.

O diretor do instituto, Mauro Paulino, explicou que a pesquisa quer saber qual o impacto emocional do acontecimento. “O enfoque da eleição muda. O acidente teve muito impacto na vida cotidiana. Geralmente, o eleitor é apresentado aos candidatos quando começa o horário eleitoral gratuito. Isso mudou”, disse.

Para o diretor do Vox Populi, João Francisco Meira, sem um cenário definido, fica mais difícil medir tendências. “Sem um novo candidato é complicado fazer estimativas. Vamos aguardar a mudança de candidatura ser formalizada”, analisou. Em nota, o Ibope informou que “não é possível fazer qualquer projeção”. “Será necessário aguardar a definição do PSB.” 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave