Passado revisitado em raro acervo de imagens

Composições produzidas pelo fotógrafo mineiro entre 1940 e 1950 são exibidas no Memorial Minas Gerais Vale

iG Minas Gerais | CARLOS ANDREI SIQUARA |

Fotografias retratam cenário s de Belo Horizonte entre os anos 1940 e 1950
Cancio de Oliveira
Fotografias retratam cenário s de Belo Horizonte entre os anos 1940 e 1950

Câncio de Oliveira, 88, confessa ainda produzir alguns cliques por simples prazer. Ao longo da vida, são mais de cinco décadas dedicadas à fotografia, o que resulta em um grande acervo de imagens ainda a serem conhecidas, como as 20 expostas na mostra “Memória Fotográfica de Belo Horizonte”, em cartaz no Memorial Minas Gerais Vale, localizado no Circuito Cultural Praça da Liberdade.

As imagens ali exibidas foram produzidas entre as décadas de 1940 e 1950. Cenários da capital mineira, personalidades da época, como o ex-presidente Getúlio Vargas, pouco tempo antes de sua morte, compõem grande parte das cenas. Conhecido pelo registro de mais de 5.000 casamentos, entre outras séries de retratos de paisagens, Câncio afirma ter concebido o conjunto apresentado agora no intervalo entre esses trabalhos.

“Todas as fotos são criações diferentes do que produzia profissionalmente. Eu guardei isso para mim e juntei tudo numa pasta que tem coisas muito interessantes e ainda inéditas”, conta Câncio de Oliveira.

O acompanhou nesse processo o fotógrafo e engenheiro Heitor Muinhos que afirma ter sido utilizado um processo de restauração dos negativos originais antes de imprimir as fotos. “Esse material foi escaneado com uma tecnologia digital e de alta resolução. Foram restaurados os tons de cinza até a impressão final”, diz Muinhos.

Serviço. Exposição “Memória Fotográfica de Belo Horizonte”, no Memorial Minas Gerais Vale (pça da Liberdade). De 3ª, 4ª, 6ª e sáb., das 10h às 17h30; 5ª, das 10h às 21h30; dom., das 10h às 15h30. Até 24/8. Gratuito.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave