Bike BH chega à Pampulha

Estão sendo montadas as primeiras estruturas na orla; zoológico e igrejinha vão ter estações

iG Minas Gerais | Luciene Câmara |

Na orla da lagoa da Pampulha, pontos estão sendo preparados para a instalação dos cinco terminais
MOISES SILVA / O TEMPO
Na orla da lagoa da Pampulha, pontos estão sendo preparados para a instalação dos cinco terminais

Em funcionamento há 70 dias na capital, o projeto Bike BH – sistema de bicicletas compartilhadas – começa a ser ampliado e chega à lagoa da Pampulha. Já em instalação, os primeiros cinco terminais da orla devem ser entregues até o fim deste mês. Outros oito pontos dentro do perímetro da avenida do Contorno, na região Centro-Sul, também estão em fase de implantação, e a previsão é que sigam o mesmo cronograma. Com a expansão, o número de estações passará de quatro para 17 – quase metade da meta total, de chegar a 40 unidades até o fim do próximo mês.  

Nesta quinta, as primeiras estruturas na orla estavam sendo montadas pela Serttel, empresa que administra o serviço em parceria com a prefeitura. Os terminais com localização já definida ficam no zoológico, no Parque Ecológico, no Mirante do Bem-Te-Vi, no Marco Zero e na rua Versília, próximo à Igreja São Francisco de Assis – um dos pontos de maior visitação do local. Uma sexta unidade para retirada das bicicletas na orla deve ficar no Mirante do Sabiá, segundo a Serttel.

Já no perímetro da avenida do Contorno, além das estações já existentes (Praça da Liberdade, Praça Afonso Arinos, Praça Rui Barbosa e Mercado Central), mais oito estão inseridas nessa primeira fase de ampliação: Rodoviária, Instituto São Rafael, Fórum, Praça Raul Soares, Santo Agostinho, Diamond, Aimorés e Sesc Paladium. A praça da Assembleia também está na lista da Serttel, mas a escolha do nono ponto ainda está em definição.

Tanto Serttel como a Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) não informaram data certa para inaugurações. Um técnico da Serttel que trabalhava no local nessa quarta informou, porém, que a entrega está prevista para no máximo 15 dias.

Aprovação. Um dos adeptos do sistema na época de sua inauguração, o estudante de engenharia Mark Carmo Moreira, 21, vê a ampliação como necessária para que os usuários tenham mais opções de rota. “Eu usava todos os dias, mas agora parei porque voltei a estudar e não há estação perto da faculdade (no bairro Gameleira, na região Oeste)”.

Moreira acredita que a expansão do Bike BH na Pampulha é uma opção mais econômica de passeio para os visitantes. “Já paguei caro pelo aluguel de bicicleta no local. Agora ficará bem melhor”, declarou.

Como funciona

Valor. O usuário pode pagar valor diário de R$ 3 ou optar pelo pacote mensal de R$ 9 ou anual de R$ 60. Para usar as bikes, é preciso fazer cadastro no site www.mobilicidade. com.br/bikebh. Tempo. É permitido usar as bikes diversas vezes ao dia, desde que haja intervalo de 15 minutos a cada 60 minutos de utilização (de segunda-feira a sábado) e a cada 90 minutos (aos domingos e feriados).

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave