A mesma pressão de sempre

Embora rivais na luta pelo título tenham encostado, elenco se diz preparado para voltar a vencer

iG Minas Gerais | Bruno Trindade e Guilherme Guimarães |

Experiência. Atacante Willian diz que o Cruzeiro tem que se preocupar com seus jogos para não correr o risco de perder o foco
douglas magno
Experiência. Atacante Willian diz que o Cruzeiro tem que se preocupar com seus jogos para não correr o risco de perder o foco

O Cruzeiro se acostumou, desde 2013, a liderar o Campeonato Brasileiro. Contando a edição do ano passado e a atual, a Raposa esteve em primeiro lugar em 32 das últimas 37 rodadas, colocando pressão sobre os adversários por causa da disparada na tabela. Em 2014, a distância para o vice-líder chegou a ser de cinco pontos, credenciando ainda mais os mineiros para a conquista do tetracampeonato.

Porém, nas últimas duas rodadas, o time empatou e viu os rivais encostarem. O Inter, vencedor nas quatro jornadas anteriores, está a dois pontos do líder e, caso derrote o Goiás, neste sábado, fora de casa, assume provisoriamente a primeira posição. Fato que pode jogar a pressão para cima da Raposa, que sairá de sua posição de costume desde o Brasileirão do ano passado.

Apesar da possibilidade de perder o topo da classificação até entrar em campo, no domingo, contra o Santos, no Mineirão, os cruzeirenses não consideram que a pressão sobre a equipe por uma vitória contra o alvinegro aumente. Por ter como objetivo o título e considerar cada partida como uma decisão, o elenco sabe que as cobranças para manter o desempenho sempre vão existir.

“A gente já precisaria vencer de qualquer maneira, mesmo que tivéssemos conquistado outros resultados fora de casa. Jogamos no Mineirão e temos ciência de que a torcida vai nos ajudar. Temos condições de vencer o Santos, vai ser um jogo complicado, mas a pressão é a mesma”, declarou o meia-atacante Everton Ribeiro.

Já o lateral-direito Mayke disse que os atletas conversaram sobre o assunto e que decidiram focar apenas o duelo contra o Peixe. “Já conversamos sobre isso e estamos muito tranquilos quanto a esse resultado. Ainda estamos na frente. Agora, precisamos procurar vencer. Temos que buscar os resultados dentro de casa. Nossa equipe está com isso na cabeça e precisamos fazer isso no Mineirão”.

O atacante Willian também prefere se ater apenas nos jogos da Raposa e quer ver o time fazendo sua parte dentro de campo. Ele considera a pressão como algo natural e que sempre vai existir. “Não podemos deixar essas coisas de fora interferir. Se (os rivais) ganharem ou perderem, temos que vencer no domingo. Temos que fazer um bom jogo, indiferente se for Inter ou Corinthians. Quem estiver atrás vai nos incomodar. Temos que focar no nosso trabalho do dia a dia”, concluiu o atacante da Raposa.

Ingressos

Cruzeiro x Santos, no domingo, às 16h, no Mineirão, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro Vendas nesta sexta: Ginásio do Barro Preto e bilheteria Sul do Mineirão, das 10h às 18h Preços dos ingressos: - Superior Roxo: R$ 120 - Inferior Roxo: R$ 170 - Superior roxo (visitantes): R$ 120 - Superior amarelo: R$ 80 - Inferior amarelo: R$ 50 - Superior vermelho: R$ 100 - Inferior vermelho: R$ 130 e R$ 150 - Inferior laranja: R$ 50  - Superior laranja: R$ 80 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave