Dátolo quer agarrar a chance no Galo: “Estava esperando meu momento”

Com saída de Ronaldinho e lesão de Guilherme, principal garçom do Atlético no ano ganha oportunidade entre os titulares.

iG Minas Gerais | FERNANDO ALMEIDA |

Meia argentino não pôde enfrentar o Inter no primeiro turno, mas está liberado para atuar desta vez
BRUNO CANTINI/ATLÉTICO
Meia argentino não pôde enfrentar o Inter no primeiro turno, mas está liberado para atuar desta vez

Com a saída de Ronaldinho Gaúcho e a lesão de Guilherme, Dátolo terá, finalmente, a sequência que tanto desejava no Atlético. O meia deixa claro que, assim como qualquer jogador, não se sente confortável no banco de reservas, e espera aproveitar esta chance para se firmar na posição de armador e manter um bom desempenho pelo clube alvinegro.

“É minha vez. E vou tentar fazer o melhor. Sempre pensando no time, em fazer o melhor não só para mim, mas para todos. Tomara que dê certo. Vou me esforçar ao máximo e continuar sempre trabalhando”, disse Dátolo.

“Ninguém gosta (de ser reserva). Mas tem de ser profissional, esperar sua chance, treinar, ter a humildade de saber ir para o banco. É torcer para o time vencer e tudo dar certo. Se o cara que vai jogar não está pensando em ganhar, entrar e dar o melhor, esse cara não serve. Se todo mundo pensa do mesmo jeito, na vitória, vai dar certo”, completou.

O adversário do Atlético das 18h30 deste domingo será o Figueirense, em Florianópolis. E a cautela é sempre um discurso constante na fala dos jogadores, mesmo contra uma equipe que, neste momento, briga para se distanciar da zona de rebaixamento.

“Estava esperando meu momento. Quero demonstrar que posso ter uma sequência para mostrar meu futebol. Vai ser um rival muito difícil. Temos de pensar de agora em adiante em vencer em todos os campos”, comentou o principal garçom do Galo na temporada, com nove assistências.

Dátolo deve formar o quarteto ofensivo com Diego Tardelli, Maicosuel e Jô. Com isso, a equipe deve ter Victor; Marcos Rocha, Jemerson, Leonardo Silva e Pedro Botelho; Josué, Rafael Carioca (Pierre), Dátolo, Maicosuel e Diego Tardelli; Jô.

Leia tudo sobre: AtleticoGaloDatolo