Após tragédia, Lula conversou com viúva de Campos e irá a Recife

O petista, claramente emocionado, disse preferir aguardar o enterro do ex-governador de Pernambuco para discutir política

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O ex-presidente Lula afirmou, na tarde desta quinta-feira (14), ainda não saber qual o tamanho do impacto que a morte do candidato Eduardo Campos causou na conjuntura política brasileira. O petista, claramente emocionado, disse preferir aguardar o enterro do ex-governador de Pernambuco para discutir política.

"Obviamente que mudou a conjuntura política e eu não sei qual o tamanho do impacto. Não vamos tentar antecipar os fatos. Vamos esperar enterrar o companheiro Eduardo e os companheiros que estavam com ele e aí depois nós voltamos a falar da política", disse.

Ele chegou a telefonar com a viúva de Campos e revelou que irá até Recife para participar do velório. "Falei com a Renata (viúva de Campos). Na hora que eu souber que o corpo está embarcando, eu vou para Recife para dar um abraço na família e quero participar do enterro de Eduardo.”

Lula disse que ainda não falou com Marina. "Eu vou tentar ligar para a Marina. As pessoas precisam de 24 horas pelo menos para acreditar no fato. No primeiro momento a gente não acredita. A gente acha que a pessoa vai entrar pela porta, que ela está viva", diz.

O ex-presidente disse ter sido avisado pela presidente Dilma Rousseff do acidente. "Quando a presidente Dilma me ligou me contando da possibilidade - não tinha certeza ainda porque foi o brigadeiro Saito que comunicou a ela do acidente - eu fiquei o dia inteiro torcendo para que não fosse verdade", revela.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave