Pai de acusados de assassinar PM é morto em Riacho dos Machados

Dois suspeitos efetuaram três disparos na cabeça na vítima e fugiram de moto

iG Minas Gerais | ENNIO RODRIGUES |

Às 23h30 da quarta-feira (13), a Polícia Militar de Porteirinha, no norte de Minas, recebeu a denúncia de que Lúcio Marcos Pereira Xavier,de  61 anos, havia sido executado em casa, na cidade de Riacho dos Machados. Lúcio era pai dos dois homens acusados de assassinar o policial militar Leonardo Santos, de 26 anos, no último sábado (9).

Segundo relatos de testemunhas à PM, dois suspeitos em uma moto vermelha param em frente à casa de Lúcio por volta das 23h e chamaram pelo nome da vítima. Ao sair para atender ao chamado, Lúcio foi alvejado três vezes na cabeça com arma de cano longo. A perícia ainda não soube precisar o tipo de armamento utilizado. Depois da execução, os homens fugiram na moto e ainda não foram localizados.

Mortes semelhantes

Os filhos de Lúcio foram detidos no domingo (10) acusados de participar do que a PM local tem tratado como "tocaia" ao soldado Leandro Santos. Assim como o Lúcio, Leonardo foi assassinado com um tiro na cabeça de arma de cano longo. Porém, no caso do PM, o disparo foi efetuado na nuca e a arma já foi identificada como uma espingarda.

As investigações seguem a cargo da delegacia da cidade.

Aguarde mais informações.

Leia tudo sobre: execuçãopmsoldado leonardo