'Patch Adams' da vida real homenageia Robin Williams

O médico que inspirou a história do filme, Hunter Doherth Adams, usou o Facebook para prestar sua homenagem ao ator americano

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Reprodução
undefined

O médico que inspirou a história do filme "Patch Adams", Hunter Doherth Adams, homenageou o ator americano Robin Williams pelas redes sociais.

"A terrível notícia da morte de Robin Williams chegou até mim na Amazônia peruana tarde da noite de ontem com tremenda tristeza", escreveu Hunter Doherty Adams, o fundador do Instituto Gesundheit, em seu perfil no Facebook.

"Cercado de mais de 100 amigos e palhaços na nossa viagem anual nós estamos de luto por essa trágica perda e continuamos a apreciar seu gênio cômico", continuou Adams, que viaja pelo mundo com um grupo de palhaços para tentar trazer o poder de cura das gargalhadas para pessoas doentes e órfãs.

"Sou imensamente grato por sua maravilhosa performance de minha vida passada, o que permitiu que a Gesundheit continuasse e expandisse o seu trabalho. Nós estendemos nossas bênçãos a seus familiares e amigos nesse momento de tristeza. Obrigado por tudo que deu a este mundo Robin, obrigado meu amigo", postou.

Mara Buxbaum, representante do ator, também falou à CNN sobre a depressão que Williams vinha passando. "Esta é uma perda trágica e repentina. A família respeitosamente pede privacidade para este período muito difícil", disse Mara.

Susan Schneider, mulher de Williams, também se pronunciou em um comunicado. "Perdi meu marido e meu melhor amigo, e o mundo perdeu um de seus mais queridos artistas e belos seres humanos. Eu estou totalmente inconsolável", declarou.

Susan pediu ainda privacidade para sua família neste momento difícil. "Nossa esperança é que o foco não seja a morte de Robin, mas os inúmeros momentos de alegria e riso que ele deu a milhões de pessoas", dia privacidade para sua família neste momento difícil. "Nossa esperança é que o foco não seja a morte de Robin, mas os inúmeros momentos de alegria e riso que ele deu a milhões de pessoas", finalizou.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave