CAS mantém suspensão, mas libera Suárez para treinar

Uruguaio não poderá atuar pelo Barcelona até o dia 26 de outubro e permanece suspenso dos próximos oito jogos oficiais da Celeste

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

undefined

A Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês) confirmou, nesta quinta-feira, a suspensão por quatro meses do atacante uruguaio Luis Suárez por morder um adversário durante uma partida da última Copa do Mundo, mas decidiu liberá-lo para treinar pelo Barcelona, o seu novo clube, que o adquiriu junto ao Liverpool.

Em sua decisão, a CAS indiciou que as sanções impostas pela Fifa contra o atacante uruguaio são "em geral proporcionais com o delito cometido". Assim, Suárez não pode atuar pelo Barcelona até o dia 26 de outubro e permanece suspenso dos próximos oito jogos oficiais da seleção do Uruguai. A Fifa também tinha aplicado uma multa de 100 mil francos suíços (aproximadamente R$ 250 mil).

Anteriormente, Suárez admitiu ter mordido o ombro do zagueiro italiano Giorgio Chiellini durante a vitória do Uruguai por 1 a 0, na Copa do Mundo, em duelo disputado no dia 24 de junho e válido pela fase de grupos. "As sanções impostas ao jogador pela Fifa têm sido geralmente confirmadas", disse o tribunal em um comunicado.

Porém, a CAS descreveu a suspensão imposta pela Fifa de impedir Suárez de participar de qualquer atividade ligada ao futebol como "excessiva". "Contudo, a suspensão de quatro meses será aplicada apenas aos jogos oficiais e não mais às outras atividades relacionadas ao futebol (como treinamentos, atividades promocionais e assuntos administrativos)", disse o tribunal.

De acordo com a CAS, proibir Suárez de treinar significaria que a suspensão "ainda teria um impacto sobre a sua atividade, após o final da suspensão". O uruguaio, que trocou o Liverpool pelo Barcelona após a Copa do Mundo, participou na última sexta-feira de uma audiência no tribunal, em um esforço para reduzir a sua suspensão, mas não teve muito êxito.

A CAS vai publicar as suas razões para a sentença nas próximas semanas, mas já é certo que Suárez só poderá estrear pelo Barcelona após o fim da suspensão, no dia 26 de outubro, exatamente no fim de semana em que está agendado o primeiro clássico com o Real Madrid pelo Campeonato Espanhol. Agora, a expectativa é para que ele enfim possa ser apresentado e também comece a treinar pelo seu novo clube nos próximos dias.  

Leia tudo sobre: casliberasuareztreinarbarcelonajustiça